quarta-feira, 3 de julho de 2013

O que comemorar do Dia Nacional do Presidiário?


No Dia do Professor, comemorado 15 de outubro, comemora-se o importante trabalho deste profissional que ensina médicos, advogados, metalúrgicos, juízes e até presidentes. 

Da mesma foram ocorre com o Dia do Médico, que salva vida, mas o que se pode comemorar no Dia do Presidiário? 

Afinal, trata-se de alguém que, mesmo contra a vontade, cometeu um crime contra sociedade. Mas a data também vai beneficiar os que cometem crimes por sua própria vontade e, muitas vezes, com requintes de crueldade. Ou seja, estupradores, latrocidas, sequetradores, assassinos, pedófilos e traficantes, também são presidiários e, se depender do deputado federal petista Domingos Dutra, no dia 25 de junho,todos irão poder comemorar o Dia Nacional do Presidiário.

Para quem já está nervoso nesta altura do editorial, é bom ressaltar que tudo isso pode ser realidade, pois se trata do Projeto de Lei 2230/2011 que quer instituir no Brasil, o Estatuto do Presidiário.

A lei tramita no Câmara de Deputados, fazendo com que as Câmara Permanentes daquela Casa de Leis, perca seu tempo analisando o conteúdo de um absurdo como este. Mas a data comemorativa não é nada comparado ao que o deputado federal pretende com seu projeto de lei. 

Entre as vantagens aos detentos, estão fornecimento de hidratante corporal e condicionador de cabelo nas cadeias e13 médicos, oito dentistas, oito psicólogos, 30 professores e 60 instrutores para atender ao detento.

O projeto prevê ainda punições a juízes e promotores públicos que não fiscalizam as condições dos presídios, após a aprovação do projeto de Lei, o que pode ocasionar, inclusive, prisão de quatro anos para as autoridades. 

Da mesma forma, os carcereiros que não oferecem os materiais de higiene aos detentos, entre eles o condicionador e o hidratante, poderão ser presos por seis anos.

Como um trabalhador que tem dificuldade de encontrar médico no posto de saúde, derrama seu suor para ganhar o pão de cada e usa sabonete no seu banho, entenderá um absurdo como este?





















Nenhum comentário:

Postar um comentário