quarta-feira, 5 de dezembro de 2012


Depois da tempestade vem a bonança. Vereador que o diga

Ontem tivemos a diplomação do prefeito eleito e dos vereadores e, nada melhor que os próprios vereadores para justificarem a essência da máxima popular; depois da tempestade vem a bonança. E bota bonança nisto.

Mas serei um pouco mais objetivo nesta constatação.

Os vereadores viveram um mês e meio de campanha numa loucura atrás de grana e votos, passaram uma ansiedade enorme na apuração e depois com o resultado favorável, relaxaram e aguardam a posse dia 1º de janeiro. E daí?

Ora a partir do dia 1º, como vereadores empossados, ficarão 30 dias sem fazer absolutamente nada e, no final do mês, embolsarão exatos R$ 9.750,00 (bruto). Ainda garantem dois salários de R$ R$ 1.017,00 para seus assessores nomeados em janeiro.

Irão começar trabalhar, de fato, a partir de fevereiro. E todos os demais três anos será a mesma coisa, recesso de dezembro e retorno em fevereiro. Ou seja, ganham dos cofres públicos 13 meses de salários por 11 meses trabalhados.

Não é bonança????



Nenhum comentário:

Postar um comentário