terça-feira, 20 de novembro de 2012


Só Jozias lembrou do Dia Nacional da Consciência Negra



Estabelecida pela Lei Federal 10.639/2003, o Dia Nacional da Consciência Negra está sendo comemorada, hoje, em todo país. A data de 20 de novembro foi escolhida, porque neste dia, em 1695, morreu Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.

A homenagem a Zumbi foi mais do que justa, pois este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão, no período do Brasil colonial.

Ele morreu em combate, defendendo seu povo e sua comunidade. Zumbi lutou até a morte por esta cultura e pela liberdade do seu povo.

A abolição da escravatura, de forma oficial, porém, ocorreu quase dois séculos após sua morte, o em 1888. Porém, os negros sempre resistiram e lutaram contra a opressão e as injustiças.

Pois bem, mesmo com toda importância desta data, hoje, na sessão da Câmara de Vereadores, apenas Jozias de Oliveira Ramos (PDT) lembrou da data e fez um discurso de homenagem a raça negra.

O único vereador representante da raça, Edson Augusto da Silva Junior, o Neco, (PTC) não abriu a boca para falar sobre o Dia da Consciência Negra, nem mesmo pediu aparte para Jozias para reforçar suas palavras. Coisa que não entendi.

Assim como Neco nenhum dos outros vereadores se manifestaram sobre a data e nem teceram comentários, apesar de estarem diante deles, representantes da raça da grandeza dos irmãos Paulo e Nazareth Abel de Lima, Darlan, Oduvaldo e Claudio Apiacas.

Não teve como não reparar e, posições profissionais a parte, quero parabenizar o vereador Jozias por não deixar a data passar em branco e por citar os negros presentes na sessão. Mandou bem.
  


Nenhum comentário:

Postar um comentário