quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Saúde nas mãos do Poder Público!

A terceirização no serviço público não pode e nem deve ser considerada um “mal necessário” como defendem nacionalistas radicais e anti-privatistas. Muito pelo contrário. O uso da iniciativa privada nas ações onde o governo é deficitário ou incompetente é a forma mais correta de manter políticas públicas de atendimento à população.

Contudo detentores de mandato que fazem mau uso da iniciativa privada no serviço público, transformaram a terceirização numa ferramenta de corrupção e enriquecimento ilícito, através da compra consciente de empresários que permutam qualidade por comissões generosas para péssimos políticos.

Assim surgem empresas como SP Alimentação que se transformam alvo de denuncias em todo país, por conta da oferta de uma merenda com qualidade questionável, devido possíveis acertos financeiros com seus contratantes.

Depois da tentativa de sucessivas aberturas de Comissão Espacial de Investigação (CEI) pela Câmara de Vereadores, a SP Alimentação foi embora impune e, agora, novas denuncias, surgem contra a Risotolandia, a sucessora da SP Alimentação nas escolas e creches e contra a Gloria Mundi, nos postos de saúde 24 horas.

Os vereadores já se mobilizaram e visitaram escolas e postos de saúde checando o que alunos e servidores municipais estão recebendo como alimentação e, nesta edição, o JB mostra o que está saindo das cozinhas e chegando através de marmitas.

Denuncias até de alimento com sabão, cabelo e palha de aço foram ouvidos pelos vereadores que estão fazendo sua parte, ou seja, ouvindo e investigando.
Não é possível que as práticas nocivas do passado não tenham parado algo que o JB não quer acreditar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário