quarta-feira, 28 de setembro de 2011

POSTOS 24 HORAS - Servidores reclamam de marmita com cabelo, Bom Bril e sabão


No ano passado, uma denuncia anônima, levou os vereadores da Comissão de Educação, Saúde, Assistência Social e Meio Ambiente, Rafael Gutierrez Junior (PDT) e Marquinhos Roque (PMDB) e da Comissão de Obras, Serviços Públicos, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Eduardo Francisco de Oliveira (PSDB) e Benedito Nagel (PDT) checarem a qualidade da marmita servida no posto de saúde Dona Baduca em Paranaguá.

Mais uma vez, os mesmos vereadores resolveram fazer uma nova visita nos postos de saúde 24 horas para ver a condição do alimento que a nova empresa contrata pela prefeitura, Gloria Mundi Alimentação Industrial, está levando aos servidores municipais. Logo na primeira unidade a denuncia que marmitas contendo cabelo, “Bom Bril” e até sabão surpreendeu a comitiva.

Ao checarem a marmita na cozinha perceberam que a maioria estava intacta por um motivo bastante simples, os servidores estão evitando comer a marmita levada para o posto de saúde. Algumas servidoras preparam seu próprio alimento e outras optaram por trazer de casa.

O vereador Eduardo experimentou uma marmita e não encontrou nada além de alimentos, mas questionou a quantidade servida. As servidoras disseram que já reclamaram destas situações, mas nenhuma providência foi tomada. O problema que motivou a vistoria no ano passado que era a entrega da marmita muito cedo que acaba sendo consumida fria, não mais está ocorrendo segundo as servidoras.

Diante das denuncias os vereadores Eduardo e Nagel foram até o Restaurante Popular, onde a mesma empresa é responsável pelo fornecimento do alimento que é pelo pela prefeitura e conta com subsídio financeiro do Governo Federal.

Depois de experimentarem o alimento, os vereadores Edu e Nagel conversaram com a nutricionista da empresa Gloria Mundi Alimentação Industrial, Cinthya Fernandez, que admitiu ter conhecimento das denuncias, mas desmentiu que essas situações tenham ocorrido. Ela disse ter recebido as quatro marmitas com pedaços de palha de aço (Bombril) e não acreditou que tivesse acontecido na cozinha da empresa. Cinthya até admitiu a possibilidade da queda de um cabelo, mas garantiu que ela mesma checa as marmitas antes de serem fechadas e descarta veemente a possibilidade de uma situação desta acontecer.

Prefeitura não paga desde abril

A nutricionista informou os vereadores que a Gloria Mundi está fornecendo alimento desde abril para as unidade de saúde 24 horas da Serraria do Rocha, Vila Divineia, Dona Baduca, Serraria do Rocha, Alexandra e para o plantão dos motoristas da Secretaria de Saúde na Avenida Gabriel de Lara. Porém disse ainda que realiza entregas em diversas outras situações, como ocorreu na Semana do Meio ambiente e campanhas de vacinação. Segundo Cinthya a empresa fornece 93 marmitas por dia nos dias de semana e, no sábado e domingo são mais 75, chegando perto de 3.000 marmitas ao mês.

Porém a nutricionista deu uma informação deu uma informação que surpreendeu os vereadores. Ela disse que desde o inicio do contrato em abril até o mês passado, a prefeitura na tinha efetuado um pagamento sequer das marmitas bem com das refeições servidas no Restaurante Popular. Questionada pelo JB se teria recebido, ao menos, os recursos do Governo Federal que subsidia esse programa do Restaurante Popular, a nutricionista foi taxativa ao informar que a empresa não havia recebido um centavo sequer.

A situação chegou num ponto, prossegue Cinthya, que a empresa decidiu parar de fornecer alimento para o restaurante e postos de saúde 24 horas no mês passado. Todavia, no primeiro dia que deixaria de servir, o Secretário de Ação Social, que responde pela prefeitura neste convênio, Joaquim Guilherme da silva ligou pedindo que não parasse de servir, o que fio feito a partir das 11 horas a toque caixa.

A dívida da prefeitura em notas pendentes, segundo a nutricionista chegou em R$ 200 mil. Desde então ela não soube dizer se a prefeitura pagou ou não a dívida acumulada.
De acordo com Cinthya a prefeitura paga pouco mais de R$ 4 pelo alimento servido no restaurante e R$ 6,50 pela marmita servida nos postos de saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário