terça-feira, 28 de junho de 2011

Afinal, prioridade para quem?


Na primeira gestão do prefeito José Baka Filho a população viu com bons olhos uma gestão que se voltou para suas prioridades e criou o projeto de educação em tempo integral que, mesmo não se enquadrando nos moldes legais, foi estendida para quase todas as escolas e, hoje, virou depósito de crianças no período de contraturno.

O que aconteceu?

A prioridade ganhou nova direção e pouco importa, hoje, a qualidade da merenda servida e a atividade levada às nossas crianças?

Da mesma forma, na primeira gestão foi feito um esforço concentrado na reforma das escolas e postos de saúde e, hoje, se vê escolas na mesma ou em pior situação da época que foram recebidas. E nos postos de saúde reformados, hoje, idosos são obrigados esperar atendimento dormindo no banco do lado de fora da Dona Baduca. O que aconteceu com a prioridade?

O JB mostra gastos que podem chegar a quase R$ 10 milhões onde o dinheiro público é gasto para garantir um IPTU errado e caro, equipamentos para fomentar a indústria da multa, uma fortuna para uma suspeita sinalização viária e um polpudo contrato de publicidade para dizer que tudo na cidade está uma maravilha.

Estes recursos dariam com sobra para construir 11 creches e 11 postos de saúde ou ainda 212 apartamentos populares. O que entendemos ser prioridade para a população. Assim sendo, hoje, a prioridade nesta gestai está voltada para quem?


Nenhum comentário:

Postar um comentário