quarta-feira, 9 de março de 2011

Mais uma secretaria de faz de conta?

Está no site da prefeitura de Paranaguá que o prefeito José Baka Filho (PDT), após alguns minutos do dia 08 de março, Dia Internacional da Mulher, anunciou a criação da Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres. Anúncio foi feito em pleno carnaval para milhares de pessoas na Avenida do Samba.

O papel da Coordenadoria será de assessorar, assistir, apoiar, articular e acompanhar ações, programas e projetos voltados às mulheres do município de Paranaguá.

A Coordenadoria será vinculada a Secretaria de Ações Sociais e tem como meta para este ano, a assinatura do Pacto Nacional de Enfretamento à Violência contra a Mulher. Tudo muito bonito.

Mas será uma nova secretaria de faz de conta ou outra para ser extinta? Para entenderem meu ceticismo quero refrescar a memória da população neste sentido nos seis anos e dois meses desta administração municipal.

Neste período o prefeito criou a Secretaria da Cidadania e Desenvolvimento Comunitário (1), Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária (2), Secretaria da Administração da Ilha dos Valadares (3), Secretaria da Sustentabilidade Ambiental (4) e Administração da Fortaleza da Ilha do Mel (5).

Destas cinco secretarias do prefeito ele já matou duas criadas por ele mesmo; Cidadania e Regularização Fundiária. Mas também matou secretarias criadas por outras gestões, como Emdeilhas e Desenvolvimento Econômico que totalizam quatro secretarias extintas em seis anos.

Sem dizer que mantém uma secretaria criada por ele e de gestões anteriores que não se sabe para que elas existem de tão inoperantes que são; a Secretaria para Assuntos Portuários e a da Sustentabilidade Ambiental. Secretarias que nem local de funcionamento existe na estrutura municipal pelo que se sabe.

Assim sendo vejo este anuncio do prefeito da criação de mais uma Coordenadoria, uma oportunidade de usar a enorme estrutura criada para o carnaval e fazer uma média com as parnanguaras em pleno Dia Internacional da Mulher. Um desesperado apelo político de quem ainda não disse a que veio depois da reeleição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário