domingo, 27 de março de 2011

Leia na terça-feira no JB

terça-feira, 22 de março de 2011

Rose Elias no Programa de Alceuzinho


Não entendi. Hoje quem estreou na rádio Litoral Sul FM, mais precisamente no programa “Nosso Litoral” de Alceuzinho Maron, Arnaldo Maranhão e Dr. Mauricio Vitor, foi a simpaticíssima Rose Elias, importante formadora de opinião e devota guerreira de ações sociais desde a época que foi Chefe do Serviço Bem Estar Social na gestão do saudoso prefeito Vicente Elias.

Com um grande trabalho no segmento da Melhor Idade, Rose Elias, que faz parte do clã Elias, do vice-prefeito Fabiano Elias, a muito tempo vem empunhando a bandeira dos idosos e, agora, ganhou um espaço de 10 minutos no programa de Alceuzinho Maron.
Digo que não entendi, porque seu parente, Fabiano Elias, também possui um programa que sai as segundas, quartas e sextas-feiras na mesma rádio e, a lógica parentesca, deveria fazer que o convite partisse de Fabiano e não por Alceuzinho e companhia. Até porque ambos têm interesse numa candidatura para prefeito em 2012.

Acompanhei o programa, assim como acompanho também o de Fabiano Elias e Rose foi muito ao afirmar que somente agora a terceira idade tem um espaço no rádio para divulgar suas ações com sua participação no programa. Até porque faz tempo que o Jornal dos Bairros e a Folha do Litoral têm dado espaço para o segmento divulgarem suas ações. Para isso basta procurá-los.

Quero parabenizar a iniciativa do trio de ferro Alceuzinho, Maranhão e Dr. Mauricio de abrirem espaço para a Melhor Idade e através de uma pessoa fantástica que muito admiro como Rose Elias. Desejo a ela sorte nesta nova jornada e que também poderá continuar contando com este jornalista, o Jornal dos Bairros e o blog.

domingo, 20 de março de 2011

Quem pagou pelo “Sukicóptero”?



Não fosse o Secretário Municipal da Sustentabilidade Ambiental, Sukita, o protagonista da história, diria que se trata de mais uma piada sarcástica da oposição. Ocorre que fiquei sabendo que ele andou sobrevoando de helicóptero as áreas atingidas pela chuva e Serra do Mar de nossa cidade.

Uma voadinha pela “bagatela” de R$ 300,00 por cabeça. É mole! Não sei quantas vistorias foram feitas neste período, caso seja mesmo verdade. Mas o que gostaria de saber é quem pagou por estes todos esses vôos. Por se tratar de um secretário a grana pode ter saído dos cofres públicos, do seu próprio bolso (R$ 7 mil por messe não estou enganado) ou ainda do bolso do deputado verde, Rasca Rodrigues.

Certamente se isto ocorreu, Sukita não ia perder a chance de fazer um relatório para passar ao parlamentar do qual foi seu cabo eleitoral. Verdade ou mentira, o fato é que o parnanguara não perdeu de fazer sua piada da situação. Estão dizendo que assim como Requião já teve seu Requicóptero em 2002, agora surgiu o “Sukicóptero”. É mole.

As melhores da FU

Festa popular para quem paga R$ 2
Ontem ouvindo o prefeito falar do carnaval na rádio Litoral Sul FM, vi com preocupação uma das novidades que ele pretende implantar no seu último carnaval que será o aumento do espaço para o público em 2012. Ou seja, para cobrança dos R$ 2,00 do povão. Sempre fui e ainda sou radicalmente contra a cobrança deste ingresso para o parnanguara assistir ao carnaval numa arquibancada paga com dinheiro público. Além de proibir o acesso do povão que paga, com refrigerantes e lanches. Para 2012, independente de ampliada ou não a área de arquibancada, vou questionar na justiça a legalidade desta cobrança e a delimitação da área de desfile, tentar fazer com que esta festa popular, cuja estrutura é paga com dinheiro público, volte ser vista pelos parnanguaras de graça. Promessa deste jornalista que não será candidato a nada em 2012.


Mais segurança em 2012

Outra novidade que o prefeito pretende implantar é o aumento na segurança para os foliões na Avenida do Samba. Esta sim, muito bem vista por este colunista porque abusar da estrutura de segurança é um bom exagero de ser investido. Apesar de o prefeito não ter citado a Policia Militar em sua reportagem na Litoral Sul FM e direcionar sua atenção ao trabalho dos guardas municipais, é bom que se diga que o time do 9º Batalhão da Polícia Militar fez um trabalho perfeito na Operação Carnaval (foto). Sem problemas e com uma atenção 100% voltada ao público e foliões. Assim sendo, caso seja aumentado à área de segurança pela prefeitura, aliado ao trabalho da Polícia Militar teremos um carnaval mais seguro em 2012. Esta novidade vale a pena ser implantada.

Haverá prestação de contas?
Com um aumento de 100% do carnaval de 2010 para este ano, a cobrança do ingresso para assistir a maior festa popular do país implantada nesta gestão, fico imaginando quanto arrecadou a Associação das Escolas de Samba de Paranaguá (Aesp) durante os dias de desfile? De acordo com o amigo Gerson França, essa grana toda paga segurança, água mineral e lanches para policiais militares, guardas municipais, pessoal da saúde, cachê (R$ 150 por cabeça), alimentação e hospedagem dos jurados entre outras coisitas mais. Só que a AESP tem que prestar contas deste dinheiro e não consigo imaginar como é possível fazer isso. Existe alguma fiscalização da venda? O bilhete é numerado? Até porque não existe catraca numerada para acesso. Por isso, gostaria muito de saber como é feita esta prestação de contas e qual o valor arrecadado neste carnaval. Se é que essas informações não são sigilosas. Assim sendo com a palavra a Aesp. Vou aguardar.


Sentar como para aguardar o ônibus de R$ 2,50?

Um colega de redação fez este flagrante e fiquei pensando na triste situação da moça (foto) que aguarda o ônibus da passagem de R$ 2,50 (a mesma cobrada na grande Curitiba). Não bastasse a fortuna que terá que desembolsar para os cofres da Viação Rocio para andar poucos minutos de ônibus; não bastasse a ameaça de chuva e a certeza que neste ponto “novinho em folha” vai tomar um banho daqueles de ficar gripada; não bastasse a demora que normalmente as linhas têm proporcionado; a moça ainda tem que esperar de pé porque o moço resolveu tirar uma soneca no banco do ponto. Certamente pela ressaca ainda não curada do carnaval. É nessa hora que a gente avalia a qualidade de vida dos parnanguaras.

Comerciantes não, urubus
Eu que pensava que existiam apenas aves de rapina voando pelo céu, constatei que têm alguns sem asas e sem bico se disfarçam de comerciantes e estão faturando com a catástrofe causada pelas chuvas. Uma vergonha e um desrespeito com o desespero das pessoas. Digo isso, porque alguns canalhas da caixa registradora super faturaram o preço da água mineral se valendo do desespero das pessoas em garantir água para suas famílias. Esses não podem dizer que são comerciantes e sim verdadeiros urubus com CNPJ. Felizmente não são muitos inescrupulosos que estão aproveitando o momento, porque, a grande maioria, dos comerciantes se sensibilizou e está ajudando as pessoas. Um exemplo que merece ser registrado e copiado é da Mercearia Orly no Jardim Guaraituba, cujo proprietário liberou uma torneira do seu poço artesiano para quem precisasse de água no domingo.


Lavacar e “lavacar”
Para encerrar falando sobre esta tragédia ouvi o alerta no programa da rádio Litoral Sul FM sobre a proibição de trabalho do lavacar. E mais ainda, o apelo para que ajudem as pessoas com sua água de poço artesiano. Até aí tudo bem. Mas é preciso separar as coisas, existem lavacar de propriedade dos postos de gasolina que podem se dar ao luxo de parar de trabalhar pelo período que necessitarem. Mas existem também lavacar de pessoas que vivem exclusivamente da lavagem dos carros. Alguns possuem funcionários (a maioria de forma informal) que necessitam deste trabalho para sustentarem suas famílias. E daí, como fica?É só simplesmente mandar fechar e pronto. Vale dizer que um dos lavacar que foi mandado fechar está abastecendo moradores um prédio vizinho inteiro. Ou seja, já estava fazendo sua parte e, nem por isso, precisaria parar de trabalhar. É preciso que as autoridades disciplinem esta proibição e digam quando e de que forma os lavacar podem funcionar.


“Qualidade” do ônibus de R$ 2,50
Recebi uma foto enviada por um usuário da linha da Vila Garcia que costuma pegar o ônibus bi articulado da Viação Rocio e, desta vez, fiquei surpreso. Na foto um buraco enorme (foto) na parte sanfonada do ônibus que tanto prefeitura, como a própria empresa enchem a boca para dizer da enorme qualidade. Fico imaginando este ônibus lotado em pleno horário de pique e numa chuva daquelas da gente andar de caiaque no centro da cidade. Os usuários acabam pagando a fortuna dos R$2,50 da passagem e ganham um banho de graça antes de chegar em casa com a chuva entrando pelo buraco. Isto se este buraco não romper e resultar numa tragédia separando o ônibus em dois. A propósito, não tem ninguém para fiscalizar as condições do ônibus? È preciso este jornalista divulgar esta situação para que se saiba deste buraco?

CEI não sai
Falando em Viação Rocio a empresa suspirou aliviada depois da votação para instauração de uma Comissão de Especial de Investigação (CEI) sobre a passagem de ônibus. Por cinco votos contrários contra quatro favoráveis, a CEI não saiu e a apuração sobre a tarifa vai ser feita pelas vias normais, através da Comissão de Comissão de Obras, Serviços Públicos, Habitação e Desenvolvimento Urbano, formada por Marquinhos Roque, Nagel e Sandra do Dorinho. Ou seja, um problema que poderia ser resolvido a jato, agora, será discutido a passos de tartaruga. Com esta da Viação Rocio já são sete CEIs rejeitadas pela bancada de apoio do prefeito contando com as cinco da SP Alimentação e uma da Fundesportes. O movimento estudantil que, felizmente, voltou renasceu mais forte que a Fênix de Albus Dumbledore do filme Harry Porter, mais uma vez, mostrou sua força e cidadania marcando presença com faixas, cartazes e máscaras (foto). Vale o registro de estudantes como Mariana, Vitor, Leandro, Adriano entre tantos outros que tem cobrado a redução da passagem de R$ 2,50. O engraçado é que enquanto aqui não sai a CEI em Curitiba o Ministério Público vai investigar o aumento do ônibus na capital.


Sandra mandou bem!
Para encerrar falando sobre esta sessão quentíssima, gostei do pronunciamento da vereadora Sandra do Dorinho (PP) que advertiu que os vereadores não têm poderes de decisão sobre aumento da passagem de ônibus. Depois ela sugeriu ao estudante que trazia um cartaz que dizia; “procura-se um prefeito para Paranaguá, urgente” que levasse o cartaz para frente do Palácio São José. De fato, neste caso a vereadora tem toda razão. Este tipo de protesto tem que ter outra direção, a prefeitura.

Separar o fato do boato
Não estive na coletiva de imprensa realizada no Corpo de Bombeiros pelo simples fato de não ter sido convocado e tampouco informado por quem ficou na responsabilidade de comunicar toda a imprensa. Afinal tratava-se de uma coletiva, mas deixa para lá. Fato que ouvi a entrevista no site da Difusora e soube dela através de Hedran. Percebi a preocupação do Procurador de Justiça com a responsabilidade da imprensa com a divulgação dos fatos. E de fato, a preocupação procede porque durante o caos, misturaram boatos com fatos e a população foi induzida a ações de precaução desnecessárias, como foi o caso do abastecimento generalizado. Não entendi o desespero de abastecer se não tinha como ninguém ir para lugar nenhum de carro. Mas aconteceu. Nesta semana rolou o boato do corte de energia elétrica e acabaram com os estoques de vela. E por aí afora. O Procurador está certo na sua recomendação de se evitar o boato para evitar desespero. Como tecla o professor Wistuba no twitter vamos evitar as “bostagens” (bosta misturada com mensagens) até mesmo na imprensa.

Não vai ter falta de luz
Ainda neste assunto da indústria do boato que está em franca expansão na cidade e em todos os segmentos, quero atender ao pedido do amigo Paulo Barbosa da Copel que desmente categoricamente que não haverá falta de luz na cidade. Paulo admite que as dificuldades existem mas que boatos nessa hora apenas pioram a situação. A Copel já fez uma comunicação pelas rádios locais e mesmo assim tem clientes que vão até ao escritório preocupada com essa possibilidade. Assim sendo, Paulo afirma com todas as letras “não tem nenhum fundamento o boato de falta de luz, pois cada cliente que vem perguntar vem com uma justificativa, todas irreais e sem nexo”.


Sanepar ajudando

Outro boato que rolou neste período é que o prefeito havia recusado a ajuda da Sanepar num momento como este. Apesar dos pesares, não consegui acreditar numa situação como esta e levantei a coisa no twitter esperando que ele desmentisse. Mas não aconteceu. Curioso, fui à busca das informações e descobri o que aconteceu. A Sanepar ofereceu ajuda para CAB que aceitou no que diz respeito ao envio de água. Mas também foi oferecida ajuda técnica e essa sim, foi dispensando por ser desnecessária. A CAB possuir um corpo técnico trabalhando desde o inicio na solução dos problemas. O prefeito não participou desta reunião e sequer soube.

Concurso público em Pinhais
Até o dia 4 de abril, às 12 horas é possível fazer a inscrição para 103 vagas para 21 cargos na prefeitura de Pinhais pelo site www.aocp.com.br. São vagas nos níveis fundamental, médio, técnico e superior. Fazendo uma comparação com que paga a nossa prefeitura compensa encarar o concurso. Veja só. Para cargos de nível fundamental como motorista, o salário é de R$ 1.132,25 (aqui é R$ 545,00); de nível médio como assistente administrativo o salário é R$ 1.132,25 (aqui é R$ 545,00), auxiliar de enfermagem, R$ 1.008,27(aqui é R$ 545,00); de nível superior como professor, o salário é pedagogo, R$ 1.295,85 (aqui é R$ 1.656,83), assistente social, R$ 2.342,30, enfermeiro I, R$ 2.719,44, e médico da família, R$ 7.980,00, aqui todas essas funções pagam o mesmo salário de R$ 1.024,15 por 20 horas; R$ 1.536,22 por 30hs e R$1.877,62 por 40 hs. O concurso explica a falta de médicos na cidade, aqui um médico da família inicia com R$ 1.877,62 no máximo (40 hs), enquanto quem em Pinhais o salário inicial é R$ 7.980,00, mais que o quádruplo do que se paga aqui. Vale lembrar que a taxa de inscrição para nível fundamental é de R$ 8,00; para nível técnico e médio é R$ 24,00 e superior, R$ 28,00.

Títulos nada lisonjeiros
A coletiva de imprensa do Chefe da 1ª Regional de Saúde, o médico José Renato Pinheiro, por sinal pai do meu grande e especial amigo Marcos Pinheiro, um apaixonado por ciclismo turístico, fiquei sabendo de mais um título nada lisonjeiro de nossa cidade; campeã de óbitos por animais peçonhentos entre as regionais do Paraná. A jararaca (não confundir com sogra) anda fazendo muitas vítimas na cidade. Também somos campeões número de casos de tuberculose e estamos em terceiro lugar em de casos de AIDS, a campeã neste caso é Matinhos seguida por Pontal do Paraná. Este número põe fim a um mito que o porto era o grande causador dos casos de AIDS, o que prova que não é. É o turista que eleva estes números, pois campeã e vice não tem porto, só praias e mais nada. E chega de por tudo a culpa no porto.


A última do litoral

Ainda sobre a coletiva de imprensa outro dado nada interessante para nossa cidade repassado para imprensa, foi a de que Paranaguá foi a última cidade do litoral criar seu Comitê de Combate a Dengue. Por sinal, uma obrigação e não uma recomendação. Ontem trouxemos a perigosa informação que a população afirma que os agentes da dengue não estão indo nas casas e com a confirmação de um foco da doença em Guaratuba, ficamos apreensivos com a atenção que a prefeitura dedica no combate a dengue. Faço coro com a população e nunca e nem soube de agentes de dengue em minha casa e acredito que este é bom assunto para ser levantando e, mais ainda, trabalhado.

O caso é importado
Para encerrar falando ainda sobre a coletiva da 1ª Regional de Saúde, o Dr. José Renato Pinheiro, apesar de sua preocupação com o surgimento do primeiro foco de dengue, ele ressalta que se trata de um caso “importado” do norte do Paraná, onde a doença já se manifestou com mais intensidade. O mosquito veio carona numa entrega para uma loja de materiais de construção e resolveu pegar o finalzinho da temporada de praia em Guaratuba. E aqui, quando pegava uma corzinha no seu “vitiligo”, o amaldiçoado resolveu dar botar seus ovinhos para alerta de toda Regional de Saúde e Secretaria de Saúde do time de Ivani Justus que já estão fechando o cerco para seus filhotes não prosperem. Uma coisa Dr. José Renato já descartou, a possibilidade de uma epidemia da doença.

Saudades de Hermógenes



Desde a saída de Hermógenes Alves de Oliveira da presidência do Sindicato dos Despachantes do Estado Paraná que muita coisa mudou. A começar pela representatividade do Sindicato que na época de Hermógenes defendia os interesses dos despachantes de Santa Catarina.

Eleito por dois anos consecutivos pela imprensa como melhor despachante do ano onde recebeu o Troféu Imprensa de Paranaguá 2007 e 2008, Hermógenes (foto) popularizou o SDA que Hermógenes, algo que não mais se nota na cidade. Recentemente fiquei sabendo que os despachantes estão com certa dificuldade de atendimento na Receita Federal e parece que a atual diretoria do sindicato ainda não se mobilizou para tentar resolvê-lo.

Já tem despachante sentindo saudades de Hermógenes. Nem quero acreditar que isso seja mesmo verdade, porque defendo e sempre defendi a presença da mulher no comando dos segmentos e La quem lá a presidente é Isabel. Espero tratar-se de um boato maldoso da oposição. Todavia, tenho certeza que a categoria sabe mesmo se esta situação ocorre porque sentiriam na pele.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Mais uma secretaria de faz de conta?

Está no site da prefeitura de Paranaguá que o prefeito José Baka Filho (PDT), após alguns minutos do dia 08 de março, Dia Internacional da Mulher, anunciou a criação da Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres. Anúncio foi feito em pleno carnaval para milhares de pessoas na Avenida do Samba.

O papel da Coordenadoria será de assessorar, assistir, apoiar, articular e acompanhar ações, programas e projetos voltados às mulheres do município de Paranaguá.

A Coordenadoria será vinculada a Secretaria de Ações Sociais e tem como meta para este ano, a assinatura do Pacto Nacional de Enfretamento à Violência contra a Mulher. Tudo muito bonito.

Mas será uma nova secretaria de faz de conta ou outra para ser extinta? Para entenderem meu ceticismo quero refrescar a memória da população neste sentido nos seis anos e dois meses desta administração municipal.

Neste período o prefeito criou a Secretaria da Cidadania e Desenvolvimento Comunitário (1), Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária (2), Secretaria da Administração da Ilha dos Valadares (3), Secretaria da Sustentabilidade Ambiental (4) e Administração da Fortaleza da Ilha do Mel (5).

Destas cinco secretarias do prefeito ele já matou duas criadas por ele mesmo; Cidadania e Regularização Fundiária. Mas também matou secretarias criadas por outras gestões, como Emdeilhas e Desenvolvimento Econômico que totalizam quatro secretarias extintas em seis anos.

Sem dizer que mantém uma secretaria criada por ele e de gestões anteriores que não se sabe para que elas existem de tão inoperantes que são; a Secretaria para Assuntos Portuários e a da Sustentabilidade Ambiental. Secretarias que nem local de funcionamento existe na estrutura municipal pelo que se sabe.

Assim sendo vejo este anuncio do prefeito da criação de mais uma Coordenadoria, uma oportunidade de usar a enorme estrutura criada para o carnaval e fazer uma média com as parnanguaras em pleno Dia Internacional da Mulher. Um desesperado apelo político de quem ainda não disse a que veio depois da reeleição.

Com Tortato passagem do ônibus seria R$ 1,90


Definida a passagem de ônibus de Curitiba em R$ 2,50, o mesmo preço da tarifa de nossa cidade, graças ao aumento de 19% concedido pelo prefeito José Baka Filho (PDT) no dia 28 de dezembro do ano passado, podemos afirmar que se o prefeito ainda fosse Carlos Tortato (PT) o valor da passagem, hoje, seria R$ 1,90.

E porque posso afirmar isso. Muito simples, ocorre que nos quatro anos de Tortato que vivi apenas o último (1996), fiquei sabendo como funcionou a questão da tarifa da Viação Rocio no seu mandato por uma fonte passível parcial.

Mas outra fonte, bem imparcial e daquelas que consideramos fidedigna, confirmou quase tudo o que já sabia, exceto pela afirmação Tortato manteve a tarifa de ônibus na cidade num percentual de 50% da passagem de Curitiba.

Essa minha fonte corrigiu esta porcentagem e garantiu que a média era foi de 25% do preço da passagem de Curitiba. Assim sendo, aplicando a matemática, hoje, a passagem na cidade seria de R$ 1,90 se a política de aumento feita por Tortato tivesse sido mantida.

Veja bem, R$ 1,90, menos que o valor que vinha sendo cobrado há dois anos. Naquele tempo esta política de aumento não quebrou a Viação Rocio e nem os estudantes precisaram fazer movimento na praça, no Terminal e na sessão da Câmara.

As demais informações foram todas confirmadas, como a iniciativa de Tortato que, assim que assumiu, revogou o último aumento da passagem concedido pelo ex-prefeito Vicente Elias e depois passou seu mandato autorizando aumentos baixos que mantivessem a tarifa no valor de 25% da passagem de Curitiba.

Em todos os aumentos concedidos, Tortato colocava junto a nova tarifa a relação das 10 passagens mais caras do Paraná, para mostrar a nossa era a mais baixa. Ele também tornava público o salário do motorista e cobrador.

Neste período, a empresa que era a mesma de hoje não quebrou, não fez demissões em massa, não deixou de comprar ônibus novos e o povo tinha uma passagem de ônibus de acordo com seu bolso.

E como disse se Tortato ainda fosse prefeito, a tarifa hoje seria de R$ 1,90, ou seja, 25% do preço praticado em Curitiba que ficou com o mesmo preço que a nossa, R$ 2,50, um aumento de 13,6%, enquanto que aqui o aumento foi de 19,05%. Uma vergonha.

Torno repetir a mesma pergunta que já fiz aqui no blog: se foi possível com Tortato porque não é nesta administração?

AS MELHORES DA FU



Parabéns a minha escola pelo vice
Para encerrar quero parabenizar ao meu presidente Lito, sua esposa Bete, as filhas Karine e Tenile e outras feras como Xinho, Rafael, Isabele, Carlinhos entre outros pelo 2º lugar da Mocidade Unida do Jardim Santa Rosa (foto)no carnaval deste ano. Bastou a família e a comunidade se tocar que não precisam de ninguém para fazer o que sabem até de olhos fechados que o resultado vem. E tem mais, o meio ponto na bateria, que deveria ter sido 10 (uma injustiça mesmo não estando lá, pois conheço o potencial da rapaziada), garantiu o critério de desempate. Mas todos estão de parabéns por transformarem um enredo ruim (péssimo, na verdade) numa bela história dos 120 anos da Ucrânia. Este foi, sem dúvida alguma, o maior desafio da criatividade de toda comunidade que venceu com sobra. É como diz meu querido presidente Lito “lutar sempre, vencer se possível, desistir nunca”.

E deu São Vicente pela sexta vez
Pela primeira vez desde 1996 não pude assistir ao carnaval de domingo na Avenida do Samba e não pude ver a beleza que foi a nossa escola, a Mocidade Unida do Jardim Santa Rosa que ficou em segundo lugar no carnaval deste ano. Pela sexta vez a São Vicente foi campeã do carnaval parnanguara. Digo seis, porque o título de 2005 foi ganho na pressão política porque na Avenida da Samba e nas notas dos jurados a campeã foi a Santa Rosa. Mas quero parabenizar a criatividade de Tino, a garra e determinação de Nilo e a paixão de toda comunidade que está comemorando mais um título. Agora se foi justo ou injusto, desta vez não posso dizer apenas aqueles que estiveram na Avenida.

Desabafo de chinelo na mão
Não estive na apuração do desfile de carnaval, mas teve um bocado de pessoas que fizeram questão de me contar tudo o que rolou com riqueza de detalhes. Por isso não posso deixar de me somar a Dona Milene, nosso maior símbolo do carnaval de Paranaguá, pela sua garra e amor aos Acadêmicos do Litoral. Fiquei sabendo que, Dona Milene de chinelo na mão (foto), meteu a boca em muita gente por não ter voltado ao Grupo Especial. E pior que vi o seu desfile e posso dizer que estava muito lindo. Mas não posso deixar de comentar a idéia infeliz do carnavalesco de trazer a comissão de frente junto com o carro abre alas. Isto foi fatal. Pela demora na evolução da comissão de frente, pensei que nem tinha. Da saída até a metade do desfile foram duas evoluções. Aí não dá. E pelo jeito os jurados viram como vi e mandaram uma nota 8,5. O 10 neste quesito garantiria o empate com o Leão da Estradinha.

Hoje é dia da minha Santa Rosa
Hoje é dia de desfile das escolas do Grupo Especial e a minha escola, a Mocidade Unida do Jardim Santa Rosa, no presidente Lito e feras como Bete, Tenile, Karina, Xinho, Rafael, entre outros vai levar os 120 anos da Ucrânia para Avenida do Samba. Estive nos ensaios da comunidade e a bateria está tinindo tanto que nota 10 ainda vai ser pouca. Sem carnavalescos importados (ou infiltrados) de outras escolas e metidos a sabichões e tocadores de rabeca, estou bastante otimista este ano. Tive oportunidade de ver algumas alegorias e fantasias e tenho certeza que o público e jurados vão gostar do que verão na Avenida Almirante Maximiano da Fonseca hoje à noite. Estarei lá torcendo, cobrindo e trabalhando.


Comissariado e Conselho de olho

De posse da Portaria 01/2009 nas mãos na cabeça, Conselho Tutelar e o Comissariado de Menores, novamente, estarão juntos na Avenida do Samba de olho nas crianças e adolescentes que estão no publico e desfilando nas escolas. Desde que a juíza da Vara da Infância e Juventude, Gabriela Scabello Milazzo Taques, tornou mais segura a participação de nossos filhos e filhas menores de idade nos festejos de Momo, que a coisa melhorou e muito no quer diz respeito à segurança. Assim sendo é bom lembrar que adolescentes a partir de 13 anos de idade não terão a necessidade de acompanhamento dos pais ou responsável nos desfiles. Crianças de seis a 12 anos os pais terão que estar na Avenida acompanhando os filhos e as menores de seis anos poderão permanecer no desfile das escolas até às 22 horas e as maiores de seis anos e menores de 12 anos deverão estar com crachás.


Amanhã é o dia complicado
Amanhã sim é o dia mais complicado do carnaval com a festa dos blocos de sujo na Avenida do Samba. Muita cachaça na cabeça, alguma droga também e belas mulheres com pouca roupa e comprometidas se misturam com foliões que não usam absolutamente nada disto e a chance de confusão é fácil, fácil. Ontem fiz uma reportagem com o Major Nivaldo, Subcomandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, que disse uma frase bem oportuna para todos esses dias de carnaval e amanhã vai valer e muito. “Aquele velho ditado que no carnaval tudo pode, não é verdadeiro, por isso sugerimos moderação e respeito às pessoas e aos foliões”. Com este conselho do Major Nivaldo desejo a todos um bom carnaval, as escolas um bom desfile e aos foliões de amanhã, moderação.


Passagem de ônibus de R$ 2,80
Integração. Essa é a grande piada que os parnanguaras estão acostumados ouvir diariamente na imprensa, quando se fala do transporte coletivo na cidade. E tem mais, o Terminal Urbano é o elo de transbordo para as linhas integradas. Muito bem, partindo deste principio que fizer a integração e precisar fazer o número 1 ou 2 no banheiro no Terminal Urbano vai pagar uma tarifa de ônibus de R$ 2,80. Afinal pagará os atuais R$ 2,50 mais R$ 0,30 da taxa de uso do banheiro e o preço da tarifa foi para a estratosfera. Errado e, certamente, questionável esta cobrança. O banheiro do Terminal
deveria ser gratuito como em toda e qualquer integração do transporte coletivo, da mesma forma que acontece em Curitiba. Por isso pergunto; que integração é essa que não oferece banheiro público, pouca ou quase nenhuma acessibilidade e ainda uma passagem que para o bolso de classe média para alta?

Karen fez sucesso em Gramado
Mais uma vez a beleza da parnanguara atravessou fronteiras e fez sucesso na internacional cidade gaúcha de Gramado. A estudante do colégio estadual Carmen Costa Adriano, Karen Loslayne Neubauer Bento, filha do casal amigo Solange e Aluizio, o Catarina, participou no dia 26 do mês passado de uma concorrida Convenção de Modelos que contou com a participação das melhores agências de modelos nacionais e internacionais. Defendendo a beleza e o nome de Paranaguá, Karen encarou 665 modelos concorrentes e voltou para casa com proposta de nove das 10 principais agências que fizeram seleção para seus casting. Para esta viagem a modelo recebeu o apoio de diversos empresários, políticos e sindicalistas da cidade. Agora cabe a Karen definir uma ou mais agências, apresentar seu book e entrar na carreira. Desejo a Karen sorte nesta sua nova jornada e parabéns a sua mãe, Solange que sempre foi uma guerreira na luta pelo sonho da filha.


E que São Pedro dê uma trégua
Hoje começa o melhor carnaval do sul do país e a expectativa para que supere o ano passado em beleza, público e grana é muito grande por parte da prefeitura e Aesp. Mas desde que descobrimos que até São Pedro faz oposição ao prefeito, ficamos na esperança que ele dê uma trégua na sua revolta e mantenha bem fechadinha as torneiras lá de cima. Meu pessimismo com este carnaval é bem menor que minha enorme vontade para que tudo corra bem e possamos fazer justiça ao título de melhor carnaval do sul pais. Estaremos na Avenida do Samba, hoje, e todos os dias fazendo duplamente a cobertura do carnaval, devidamente equipado com máquina, MP4 e gravador. Diante dos últimos acontecimentos até pensei em levar seguranças também, mas acredito que não será necessário. Até porque a idéia é apenas registrar tudo desta folia que o parnanguara espera o ano inteiro. E que Deus nos proteja.

Enfim, prefeitura priorizou o povão
Disse ontem aqui que estava pessimista quanto a expectativa do carnaval deste ano e, hoje, comecei me animar e por quê? Entra ano, sai ano e as arquibancadas da Avenida do Samba, a Almirante Maximiano da Fonseca, sempre priorizaram os bacanas que ficavam com seus camarotes no melhor local para ver o desfile que é diante da Praça Almirante Tamandaré e ao lado da Fumtur. O povão sempre ficou nas arquibancadas diante da Praça da Marinha, quando as escolas já tinham passado pelos bacanas, jurados e autoridades. Este ano a coisa mudou, felizmente. Parte das arquibancadas está colocada diante da Praça Almirante Tamandaré e vai garantir ao povão a chance de ver as escolas no meu melhor momento. Valeu mesmo a iniciativa e quero parabenizar a pessoa que teve a idéia e conseguiu colocá-la em prática quebrando uma tradição de muitos anos na Avenida do Samba. Não sei quem foi, mas está de parabéns. Show de bola.

Linha Vizinha recorde de atrasos
No Guinnes Book existe todo o tipo de recorde e, alguns deles, sem o menor sentido, mas que consta o registro. Recebi uma mensagem na semana passada de uma usuária da Viação Rocio sobre os constantes atrasos do motorista da Linha Vizinhança. E bota constante nisto. A coisa está tão feia que quero sugerir este motorista e a Viação Rocio para serem inseridos no Guinnes Book na categoria de atraso e empresa que deixa a desejar no atendimento. O pior que esses atrasos da Linha Vizinhança ocorre geralmente no horário das 06:00 às 07:00, quando o movimento não é tão intenso e nem por causa dos buracos. Pois quem sofre com os buracos são os passageiros e sua coluna vertebral. Sem dizer que um dia antes do envio desta mensagem o ônibus tinha quebrado e só veio às 07hs20. Fico imaginando a desculpa verdadeira com cara de esfarrapada de quem chegou atrasado no trabalho e culpou o ônibus quebrado. Com o preço da passagem que já se pode se paga com cartão de crédito ou a prazo, só falta os cobradores trazerem a maquininha. Espero que a dupla dinâmica, Ângelo e Paulo, resolvam este problema até mesmo para justificar os preciosos R$ 2,50 da nova passagem. Vou aguardar.


Cadê lona da Fundesportes?
Durante muito tempo eventos esportivos que rolavam nestas duas gestões em bairros e, algumas vezes, nas audiências públicas, uma lona de circo era usada para dar atendimento. Ocorre que esta lona é da Fundação Municipal de Esportes (Fundesportes) que nunca mais sendo usado nos últimos anos. O que será que foi feita dela?Ainda existe ou fez companhia para as lonas que formavam as velas do palco Tutoia. Eis aí meu primeiro pedido para o novo presidente da Fundesportes, o vice-prefeito faia Elias, informar o paradeiro desta lona. Até porque pessoas que reforçam o grupo da oposição estão satirizando e lembrando aquela brincadeira de criança que diz: “cadê o a lona que tava aqui, o gato comeu”. Veja que isso é verdade.

Injusta reintegração não rolou
Na terça-feira a noite deu pena de ver o desalento e a tensão estampada no rosto do pastor e produtor rural Nivaldo Lischeski diante da possibilidade do cumprimento da reintegração de posse requerida por um homem de União da Vitória de uma área pública onde o pastor montou sua chácara no Ribeirão. É claro, respaldado por uma declaração assinada pela ex-secretária da extinta Regularização Fundiária, Georgette Pesch, para que não ficasse caracterizada como uma invasão. Fiquei sabendo ontem, que a reintegração de posse desta área que a prefeitura tem prova que é pública, não rolou. Mas continua valendo e cabe ao município derrubar a liminar que deferiu pela reintegração de posse, já que é réu no processo com o pastor. Afinal, foi a prefeitura que o colocou nesta área quando teve de retirá-lo da Casa do Mel em 2009.

Justiça ao Leão da Estradinha
Apesar de coxa-branca que sou, tenho acompanhado com preocupação o problema do Rio Branco SC que pode perder até 24 pontos na decisão que rola hoje no Tribunal de Justiça Desportiva. Não entro no mérito do problema ocorrido, pois pelo que já ouvi do advogado do Leão que a diretoria riobranquista não teve culpa pelo impasse. Opinião que não é a mesma de alguns profissionais de imprensa que atuam na área esportiva. Mas pouco importa de quem é a culpa, o importante é que seja feita justiça com o Leão da Estradinha. Digo isso porque o Paraná Clube tem interesse direto que o Rio Branco se ferre e isso não é nada bom. Por isso, fico na torcida para que tudo termine bem e que o Rio Branco lute pelo título deste segundo turno para disputar o campeonato com o meu Coritiba. Algo inédito na história do futebol paranaense.

Pessimista com este carnaval
Não é de hoje que Paranaguá é reconhecida por turistas de todo país como a cidade com o melhor carnaval do Paraná. E de uns anos para cá, a coisa ficou melhor ainda. As escolas investiram, o município também e a AESP ficou mais profissional. Este tripé, escolas, prefeitura e Aesp, guardada as costumeiras e tradicionais mancadas, têm sido merecedores de elogios. Mas este ano ando meio pessimista e quero justificar o porquê. Começamos o carnaval com a tentativa de quebra dos grupos que felizmente não rolou. Depois inventaram dois reis Momo, que também não rolou. Na coletiva da Daniela Mercury, um chá de cadeira de quase uma na imprensa e ainda deixaram de fora rádios e jornais. No Banho a Fantasia, cortejo vestido de camiseta e shorts, porque a fantasia não ficou pronta e, para piorar, o carro de som quebra. Ou seja, meu pessimismo bate com o do Rei Momo que, perguntado no programa “Tá me Tirando” o que espera deste carnaval, foi curto e grosso; “que acabe logo”. Precisa dizer mais.

segunda-feira, 7 de março de 2011

Blog do Gediel, este vale a pena acessar




Minha dica de hoje para quem procura um site voltado para os evangélicos com música, reflexões e mensagens é o Blog do Gediel Mendes. Bastante informativo e com a aparência da página do UOL o blog traz ainda os trabalhos experiente deste web designer realizados em designer gráfico.

O site também é voltado para jovens, pois Gediel Mendes sempre está ligado ao departamento jovem da igreja Assembleia de Deusdo qual é membro. E com a febre das redes sociais, o blog procura trazer notícias do mundo evangélico e também orientações para a "moçada evangélica".

O que fez muito sucesso nos últimos dias foi a série: "Dicas para Acampamento de Carnaval". Outra série que tem rendido muitas visitas é "Biografia de Heróis da Fé" que conta a vida das pessoas que dedicaram a vida na proclamação do evangelho e o crescimento evangélico no Brasil e no Mundo.

Assim sendo acesse e acompanhe o blo do gediel Mendes através do endereço www.gediel.com.br.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Baka empossa Fabiano Elias na presidência da Fundesportes



Fonte:www.paranagua.pr.gov.br/noticias.php?noticia_id=2183


Cerimônia aconteceu na tarde desta terça-feira (01) no ginásio de esportes Albertina Salmon, sede da entidade. Na oportunidade foi anunciado que Paranaguá fará parte de grupo de cidades para aclimatação para as Olimpíadas de 2016, podendo receber delegação estrangeira. Principal foco do trabalho da nova equipe será levar esportes para os bairros de Paranaguá.
A Fundação Municipal de Esportes (Fundesportes) tem novo presidente. Foi empossado para o cargo, pelo prefeito José Baka Filho, no início da tarde desta terça-feira, o vice-prefeito Fabiano Vicente Elias. A cerimônia aconteceu na sede da entidade, no ginásio de esportes Albertina Salmon, com a presença de secretários municipais, os vereadores João Mendes Filho, José da Costa Leite Júnior e Edson Augusto da Silva Júnior (Neco), além de funcionários do órgão e do presidente da Paraná Esportes, Rudimar Fedrigo, que na oportunidade representava o governador Beto Richa e o secretário de Estado de Esporte, Evandro Rogério Roman.

Baka disse que a posse de Fabiano Elias marca uma nova etapa da Fundesportes e que a entidade tem boa infraestrutura, graças aos investimentos feitos nos últimos anos. “Quando a gente assumiu a Fundesportes estava arrebentada, arrasada, fruto da gestão anterior”, afirmou o prefeito, que enalteceu o trabalho dos funcionários do órgão e destacou a importância das atividades esportivas para crianças e jovens. “Fazendo esportes e ficando na escola nossas crianças e jovens estão longe das drogas”, completou.

A missão para a nova presidência da Fundesportes é levar o esporte para os bairros, lembrou Baka, que comentou também que já foram instaladas na cidade 16 academias ao ar livre, propiciando à população a prática desportiva. O prefeito também empossou, na mesma oportunidade, o diretor de esportes, Valmir Roberto Martins, e Eraldo Plante, como diretor administrativo e financeiro. Luiz Carlos Duarte, que assumiu interinamente a Fundesportes, agora vai atuar como diretor administrativo e financeiro da Fundação Municipal de Cultura (Fumcul).

Fabiano Elias iniciou o discurso se dizendo lisonjeado em assumir tal posto, tendo em vista que tem “paixão pessoal pela Fundesportes”, criada pelo pai dele, o ex-prefeito José Vicente Elias, em 1979. “Tenho mais do que motivos para me dedicar muito à Fundação. Vamos voltar a levar esporte aos nossos bairros, porque sabemos que a criança e o jovem que praticam esportes são cientificamente sadios e com raciocínio melhor, o que ajuda no aprendizado”, salientou o vice-prefeito, que adiantou a realização de parcerias com a iniciativa privada e associações de moradores.

OLIMPÍADAS DE 2016

Fabiano Elias anunciou ainda, em primeira mão, que Paranaguá foi incluída pela Secretaria de Estado de Esporte no grupo de sete cidades para aclimatação para as Olimpíadas de 2016. Com isso, pode receber uma das delegações internacionais que vão se instalar no Paraná durante a realização dos jogos. “Isso pode trazer muitos resultados positivos não só para a economia de Paranaguá, mas para nossa juventude”, declarou o novo presidente da Fundesportes, que concluiu seu discurso agradecendo ao prefeito. “Obrigado pela confiança. Não vou decepcionar”, garantiu.

OUTROS DISCURSOS

O presidente da Paraná Esportes disse que o órgão que representa está de portas abertas para realização de parcerias e também destacou a importância das atividades esportivas para formação de crianças e jovens. “Esporte é a melhor forma de garantir um futuro melhor para esses cidadãos, que representam o futuro. O melhor antídoto contra as drogas é o esporte”, reafirmou Fedrigo.

O vereador Júnior Leite desejou boa sorte a Fabiano Elias e sua equipe e colocou tanto o gabinete como a própria Câmara de Vereadores à disposição. “Temos que trabalhar cada vez mais para alavancar nosso esporte e tirar nossas crianças das ruas e trazer para cá, para a Fundesportes”, disse o parlamentar. Diversas crianças que participam de projetos da Fundesportes, como ginástica olímpica, também acompanharam a posse, bem como professores.

Jornalista: Osvaldo Capetta

PDT presenteia PSDB com secretaria do PT


E confirmando o que dissera em postagens anteriores, o presidente do PSDB de Paranaguá, o vice-prefeito Fabiano Elias aceitou o presente do prefeito de Paranaguá e também presidente do PDT, José Baka Filho que foi a presidência da Fundação Municipal de Esportes (Fundesportes) que desde 2009 estava nas mãos do nosso partido, o Partido dos Trabalhadores (PT).

O interessante é que o PDT do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, mantido pela presidente do país, a petista Dilma Rousseff após a eleição do ano passado. O PDT que na cidade apoiou o PT de Dilma e Gleisi e foi adversário do PSDB de Beto Richa que venceu a eleição de Osmar Dias, presidente do PDT Paraná.

Mas como dizem que a política é uma caixinha de Pandora, digo de surpresa, ficamos sem entender absolutamente nada. Caso o problema tenha sido a administração do petista Mário Rodrigues na Fundesportes, não precisaria o partido ser penalizado com a perda da secretaria e sim apenas o seu militante. O PT tem gente competente para substituí-lo sem nenhum problema.

Mas não sou da Executiva e tampouco do Diretório do PT que teriam de brigar pelo cargo. De minha parte como militante indignado, solto o verbo aqui no blog e deixo que os caciques petistas tomem suas providências. Para provar que o fato rolou deste presentão do PDT ao PSDB, posto a seguir o release oficial.

FU DE QUARTA-FEIRA

Administração baiana como coco
Às vezes me pego pensando que o prefeito gostaria muito de ter nascido na Bahia de tanto que ele gosta de investir na terra de Antonio Carlos Magalhães. Afinal de contas, a agência de comunicação é baiana e se não estou enganado o marketing da campanha de reeleição e eleição de Jozaine também. No carnaval retrasado o rosto da modelo que ilustrou a propaganda do carnaval era de onde? Bahia. Neste sábado qual artista o prefeito escolheu para os empresários pagarem R$ 180 mil de cachê? Daniela Mercury que também é da Bahia. E fiquei sabendo recentemente que as camisetas que a prefeitura vai entregar neste carnaval com o tema Folia com Paz e Alegria advinha de onde veio? Ganhou um doce quem falou Bahia. Olha se tudo isso não é paixão, tem que ser outra coisa que não consigo imaginar. Assim sendo não ficarei surpreso se até 2012 o prefeito virar Cidadão Honorário da Bahia.


Esperando conserto ou ferro-velho?

Ontem quando fazia uma reportagem sobre calçadas descuidadas e me encontrava diante da porta lateral da garagem da prefeitura no Bockmann que estava escancarada até Carlinhos da Ponta do Caju dar o alerta, observei a enorme quantidade de veículos sucateados da prefeitura. São ônibus, carros tratores que estão certamente inservíveis (foto). E fico em perguntando o que a prefeitura pretende fazer com toda esta sucata. Será que estão esperando que sejam consertados ou a oportunidade de serem vendidos para o ferro velho. Com a palavra o pessoal da garagem.


OI e SKY, parceria estressante
Uma das campeãs de reclamações no Procon de nossa cidade, a operadora OI deve ter fechado uma parceria com a TV paga SKY que está fazendo a alegria de analistas, psicólogos e farmacêuticos. Ocorre que se você precisa do serviço de atendimento ao cliente da SKY, pode preparar uma palavra cruzada, um game no PC ou um DVD daquelas músicas que você fez usando o Emule porque a espera vai ser longa. E bota longa nisto.b Falando por experiência própria e como chato que sei que sou, marquei o honorário da espera até a atendente falar comigo. Foram exatos 46 minutos (deixei o fone no viva voz, é claro). Dá para acreditar nisto, quase uma hora? Felizmente resolvi meu problema com a SKY criando outros com estresse e tarifa. É moled.

AS MELHORES DA FU





Retaliação profissional?

E não é que este jornalista foi cerceado no seu exercício profissional durante a cobertura do Banho a Fantasia pelo prefeito? Isso mesmo. Dá para acreditar nisto em pleno século XXI? Pelo menos foi o que entendi com o recado repassado pelo colega Osvaldo da Assessoria de Imprensa de que o prefeito havia pedido para eu descer do caminhão do cortejo real onde fazia as imagens do Banho a Fantasia na Rua XV de Novembro. E a ordem foi repassada por duas vezes. Não fiquei surpreso com a atitude, apenas indignado porque o carro de som, certamente foi pago com dinheiro público e estava a serviço de uma festa popular. Mas como diz o povão o castigo vem a cavalo, o carro de som quebrou e teve de ser empurrado pelos foliões. Pelo jeito o prefeito ainda não observou a capa da Folha que tem estampada uma campanha pela liberdade de informação todos os dias. Em tempo, só atendi a ordem para evitar confusão, como estava no meu direito de exercício profissional não precisava ter descido.

Coincidência ou retaliação?
Há muito o jovem empresário Ramires da Externa Empréstimos mantinha os veículos da empresa diante de sua loja principal na Praça Fernando Amaro. É claro que sempre atendendo a legislação e pagando pelo estacionamento como todo e qualquer motorista. Razão pelo qual o Demutran jamais tomou qualquer atitude contrária. Até aí tudo bem, nada de anormal. Mas só foi o moço abraçar a causa dos usuários do transporte coletivo defendida pelos estudantes, vereadores e Umamp contra a tarifa de R$ 2,50 que a coisa mudou. E mudou de forma radical. Um dos seus veículos que fiava estacionado divulgava a campanha contra os R$ 2,50. Na semana passada a calçada onde Ramires estacionava seus veículos virou estacionamento para motocicletas e idosos (foto). Isso mesmo! Se isto é uma tremenda coincidência ou retaliação não posso afirmar, mas que ficou muito suspeito não resta dúvida.

Não quer mais aparecer?
Outra atitude do prefeito ocorrida antes da ordem de mandar descer do carro do som e que também vale o comentário e o registro foi impedir que este jornalista o fotografasse (foto). Pelo que disse a primeira-dama que estava ao seu lado, foi porque este colunista poderia “sacanear”. Incrível, como se alguma vez em minha carreira profissional tivesse feito algo desta natureza contra o prefeito com fotos oficiais. E a primeira-dama tem consciência disto, até porque teve meu apoio na sua eleição para Assembleia Legislativa. O engraçado que estava trabalhando para a Folha e o prefeito sempre gostou de posar para as reportagens do jornal, mas pelo jeito ele não quer mais aparecer. Só que ele esquece que é pessoa pública e ainda vai aparecer muito nas páginas da Folha.


Tabajara, o nosso novo reforço
Quem está com a gente desde novembro do ano passado ajudando na administração e formando a nossa CIPA é o amigo de longa data, Tabajara que possui farta experiência na área de administração de empresas e relacionamento humano. O moço que sempre foi um técnico de qualidade atuando na maior multinacional brasileira, a Petrobras e outras empresas da área, é o mais novo reforço da Folha que está acertando as arestas e contribuindo para o aumento da qualidade da informação diária que repassamos.


Hoje é Dia de Banho a Fantasia
Hoje turistas de todos os cantos do pais e os parnanguaras se encontram e se divertem no Banho a Rainha, tradicional festa que abre o carnaval de rua de nossa cidade criada pela família do saudoso Mestre Moura. Famílias inteiras e grupo de amigos investem na criatividade e no protesto bem humorado contra políticos e levam para as ruas da cidade. Minha torcida é para que o sol venha para folia e ajude na festa. Porém, faço um apelo aos marmanjos e aqueles que abusam da cachaça que tenham me mente que crianças, senhoras e adolescentes estarão no Banho a Fantasia e não custa nada segurar a onda para evitar confusão. Desejo a todos uma boa festa e estarei lá cobrindo os fatos.


Secretária de comitê vira empresária

Nada como um rosto bonito e um pai bem relacionado para se dar bem depois de uma campanha eleitoral. Digo isso, porque uma secretária de comitê da última eleição municipal, que tem um pai com bom relacionamento nos corredores do poder, de 2009 para cá se deu muito bem na área comercial. A moça que trabalha locação de máquinas e caçambas está levando uma sorte danada e ganhando um bocado de trabalho com sua empresa na área pública. Estou levantando essas obras para tentar aprender como é que se faz para crescer rápido na área empresarial e passar a dica para minha filha que rala há dois anos. Acredito que não irei encontrar nada de irregular. Afinal de contas as mulheres sempre são mais sérias que os homens. Mas sempre existem exceções.


Cintia está para pedir o boné?

Amigos que moram na bela e querida Ilha dos Valadares me disseram que a Secretária da Administração, a amiga de longa data Cintia Oliveira, está a ponto de pedir o boné e deixar o cargo. Tanto é o incomodo que se tornou administrar a ilha. Isso sem falar na obrigação de administrar rixas como de “Navio” e Robison entre outros abacaxis. Não sei se tudo isso é verdade. Mas se a coisa está deste jeito pode ter mesmo fundamento esta informação. Conheço Cintia e não é de hoje. Por isso sei o quanto ela gosta de trabalhar e de maneira séria, mas de forma que produza resultados. Quem conheceu seu trabalho feita com a irmã na Secretaria da Criança e na Emdeilhas, sabe bem do que estou falando. Por isso, não me surpreenderei se ela chutar o balde caso tudo isso esteja acontecendo.

Casa do Mel pode dar melado
Fiquei sabendo que aquela invasão no terreno da Casa do Mel ocorrida no ano passado e denunciada por este jornalista na época, está por virar um caso de polícia. E tudo por causa da incompetência da extinta Secretaria de Regularização Fundiária. Ocorre que a solução encontrada pela prefeitura na época está se transformando numa confusão ainda maior. Coisa que pode virar até em morte. E porque está deste jeito? Porque a solução resultou num processo que simplesmente não foi dado prosseguimento.

Fim da escadaria da Copel
Recebi uma mensagem em forma de protesto contra a obra que está sendo realizada no antigo campinho ao lado da Copel, perto da Fontinha. A pessoa defende que, em razão das poucas áreas de lazer existentes na cidade, aquele espaço deveria ser preservado por considerá-lo histórico. Para a pessoa a obra, além de esconder a escadaria e o paredão de pedras, lindos em sua opinião, vai também acabar com um local onde o escoamento das águas da chuva é feita de forma natural. Na mensagem uma triste constatação, o lugar que já sofre com enchente vai encher mais ainda e terá menos espaço para penetração da chuva. A pessoa pede queria, na verdade, uma maneira de registrar sua indignação pelo pouco caso com os espaços históricos da cidade. Bom, o recado e o registro estão aí para análise do povo.


Armadilha para os idosos na prefeitura
Falando com um colega que já goza dos direitos do Estatuto do Idoso por conta dos seus 63 anos, alertou sobre uma tremenda armadilha montada pelo Demutran para os idosos que usam o estacionamento preferencial diante de prefeitura. Ele estacionou diante da placa que indica ao idoso (foto) e ao voltar tinha sido multado. Ao questionar com o guarda ouviu dele que não havia no carro nenhuma comprovação que ele era idoso e por isso fez a multa. Um absurdo ou despreparo. Porque antes de fazer a multa ele deveria checar o condutor sua condição de idoso ou não. Caso não fosse comprovada, aí sim aplicaria a multa. Até porque na placa de sinalização não pede que se deixe no carro, de forma visível, qualquer comprovação. Errado ou muito suspeita esta atitude, porque um idoso desinformado vai pagar a multa indevida.


A luta não para contra o R$ 2,50

Quem pensa que o movimento estudantil é fogo de palha nesta luta contra o aumento da passagem para R$ 2,50 está muito enganado. As lideranças da UNE, UBS, UJS estiveram novamente na sessão da Câmara de Vereadores com suas bandeiras e a do Brasil (foto) mantendo sua posição firme contra o aumento. Vale dizer que as estudantes têm sido um destaque a parte pela garra e determinação na defesa dos interesses dos usuários do transporte coletivo, principalmente dos estudantes pela implantação do passe livre. Isto ainda vai longe e só deve parar com resultado positivo.


Líder estudantil ameaçado

Para encerrar falando ainda sobre o movimento estudantil, ontem, fiquei sabendo que um dos líderes e idealizadores do movimento contras o aumento da passagem, o jovem Victor Hugo, está sendo alvo de ameaças por telefone. Atitude covarde e abominável de quem não sabe lutar no campo da legalidade e do debate. Orientamos para que registrasse um boletim de ocorrência sobre esta situação, o que está sendo providenciado. Porque não é possível que estejamos voltando para época da ditadura, onde as coisas se resolviam com pressão, violência e até morte.

Auditores do TC na prefeitura
Dito pelo próprio prefeito no twitter, ontem, dois auditores do Tribunal de Contas do Paraná estiveram na prefeitura, Ana Maria e Márcio que aproveitaram para der uma espiada no reality show da Escolinha de Governo, ou seja, a reunião do secretariado. Mas o que dois auditores do TC estiveram fazendo na prefeitura? Certamente, não foi apenas para ver o reality show e tomar cafezinho. Bom, pelo que pude apurar a função de um auditor é “exercer a fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial do município e das entidades da administração direta e indireta, quanto à legalidade, à legitimidade e à economicidade, além da fiscalização da aplicação das subvenções e da renúncia de receitas”. Certamente, foi algo neste sentido que Ana Mário e Márcio podem ter vindo fazer na cidade. Com a palavra o prefeito e pode ser pelo twitter mesmo.

Do PT para o PSDB
Comentei hoje no twitter e ontem no blog sobre o enigma político que está por rolar na cidade. Ocorre que o prefeito está propenso nomear o vice-prefeito para Fundação Municipal de Esportes (Fundesportes). Até aí tudo bem. Nada demais. Agora o enigma é o seguinte. Porque cargas d’água o prefeito do PDT que apoiou a presidente Dilma do PT e a senadora petista Gleisi, está tirando do PT uma secretaria e passando justamente para o PSDB, que foi adversário político na campanha do presidente do PDT do Paraná, Osmar Dias? Esta atitude não combina com a do PT nacional, pois a presidente Dilma Rousseff, empossada, manteve no cargo o ministro e presidente nacional do PDT, Carlos Lupi. Nada contra o vice-prefeito, mas é fato que ele é PSDB e foi Beto Richa e não Osmar Dias. Foi Serra e não Dilma e foi Gustavo e não Gleisi. O vice-perdeu a eleição, mas deverá ganhar a Fundação do PT.


Concurso do Cortejo com entrevista

Nada melhor que analisar erros para se chegar a perfeição. Digo isso porque quero sugerir para a Associação das Escolas de Samba de Paranaguá (Aesp), presidida pela bela e competente Tenile, uma dica para o próximo concurso para formação do Cortejo Real. É preciso que os jurados façam uma pergunta para cada candidata a rainha e Rei Momo para saber como se saem em entrevistas na imprensa e junto aos foliões na Avenida do Samba. É preciso colocar uma coroa de Rainha e Rei para um casal que saiba, ao menos, dar as boas vindas aos turistas durante o carnaval. E porque a dica. Não é de hoje que o pessoal se enrola na serpentina. Tivemos rainha que soltou a seguinte pérola na Avenida do Samba; “vamos ter o melhor carnaval do ano” e até 'todos os parnanguaras são bem vindos na cidade”. Isso em rede estadual. Ficou mal para cidade que vira motivo de piada no Estado. Não sei como está o casal deste ano,porque ainda não falei com nenhum dos dois. Uma já deu para notar pelas fotos, os dois são bonitos e a rainha tem um belo corpo para ser mostrado na Avenida. Dica dada.

Tarifa da época de Tortato
Dos quatro anos de Tortato, vivi apenas o último (1996) pois morava em Pinhais nesta época. Mas fiquei sabendo como funcionou a questão da tarifa da Viação Rocio no seu mandato. Logo que assumiu, Tortato revogou o último aumento da passagem concedido pelo ex-prefeito Vicente Elias e depois passou seu mandato autorizando aumentos baixos que mantivessem a tarifa no valor de 50% da passagem de Curitiba. Eu disse 50%. Tem mais, em todos os aumentos concedidos, Tortato colocava junto a nova tarifa a relação das 10 passagens mais caras do Paraná, para mostrar a nossa era a mais baixa. Ele também tornava público o salário do motorista e cobrador. Neste período, a empresa que era a mesma de hoje não quebrou, não fez demissões em massa, não deixou de comprar ônibus novos e o povo tinha uma passagem de ônibus de acordo com seu bolso. Se ele ainda fosse prefeito, a tarifa hoje seria de R$ 1,10, ou seja, 50% do preço praticado em Curitiba que por sinal ainda não aumentou. A pergunta que se faz é a seguinte; se foi possível com Tortato porque não nesta gestão?


VAN saída contra tarifa de R$ 2,50

Z
Enquanto a majoração de impostos sugerida pelo prefeito como alternativa para redução da tarifa de transporte não acontece, uma boa saída Cintra a passagem de R$ 2,50 seria a adoção de Vans para o transporte coletivo de trabalhadores e cidadãos. Uma boa solução encontrada e bem assimilada em São Paulo e Rio de Janeiro (foto) pela população para minimizar a demanda de passageiros, não atendida pelo transporte coletivo convencional. Lá Cooperativas de Vans atendem grupos de trabalhadores e moradores que viram nesta modalidade uma opção de mais qualidade, conforto, praticidade e preço mais baixo que o ônibus. Com tanta gente trabalhando com Van na cidade, creio que não será difícil para este pessoal se organizar e constituir uma cooperativa de Van. Interessados não faltarão levando em conta a economia que isso proporcionará no orçamento familiar. E será a primeira arma contra o monopólio do transporte coletivo na cidade.