sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

FU DE QUARTA-FEIRA


“Jeitinho municipal” de resolver
Dia 9 de novembro do ano passado, um Termo de Audiência assinado pelo Promotor de Justiça, Maximiliano Ribeiro Deliberador e pela Promotora de Justiça, Cristina Corso Ruaro, resultou na obrigação das prefeituras de retirar tachas, tachões e tartarugas (calotas) e na regularização das lombadas das vias públicas num prazo de 90 sob pena de multa de R$ 5 mil por dia. A Folha fez a matéria e a prefeitura garantiu a retirada dentro do prazo. Só que pelo jeito está usando o seu conhecido “jeitinho municipal” para cumprir o Termo de Audiência. Ou seja, retirando tachas e tachões da cidade e jogando literalmente na rua. Olha só o monte jogado ao lado do muro do Centro de Apoio ao Marinheiro (FOTO MAIOR) em pleno centro da cidade. O que é isso, companheiro?

Grande exemplo a ser seguido
Entre as primeiras ações do governador Beto Richa que visam a lógica da prudência financeira, do bom senso e da responsabilidade com a grana pública, a que se refere o Brasão do Estado deve servir de exemplo para outros estados e, mais ainda, prefeituras. Richa anunciou que o símbolo oficial do Paraná será o Brasão do Estado, acabando com o uso de marcas pessoais dos governantes. Aquela historia de “Paranaguá de cara limpa”, “De vento em popa”, “No rumo certo”, “A cidade que a gente faz”. Tudo isso custa muita grana e é algo extremamente supérfluo e, por demais, vaidoso. Essa medida vai proporcionar uma enorme economia, já que não será preciso alterar os símbolos em frotas de veículos, escolas, hospitais e outras estruturas. Mandou muito bem o governador.


Projeto Ilhação em Eufrasina
Recebi e agradeço a mensagem e fotos enviada pelo Pastor Reinaldo sobre o seu Projeto Ilhação realizado na Ilha de Eufrasina no domingo (2). Acompanhando de um grupo de 40 pessoas do Projeto Ceifar de Campo Largo, foi feita a entrega de dezenas de cestas básicas, bíblias e muitas visitas aos moradores da Ilha de Eufrasina. O pastor informa que durante este mês o Projeto se repete em outras Ilhas de nosso lindo litoral atendendo sempre a população carente das comunidades pesqueiras. É isso aí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário