terça-feira, 21 de dezembro de 2010

O dia que a Estiva bateu a porta na cara da senadora Gleisi



Fato histórico que certamente vai ficar no folclore político e sindical até hoje ninguém conseguiu assimilar, que foi o dia que o presidente da Estiva, Antonio Bonzato, de certa forma, bateu a porta na casa da senadora eleita Gleisi, Hoffmann e do deputado federal reeleito, Ângelo Vanhoni, durante a campanha eleitoral (foto).

Esta atitude que comentei na época representou uma ruptura de um laço histórico; o PT e os trabalhadores. Por se tratar do período de campanha e Gleisi ainda não era senador, foi um risco desnecessário e com uma agravante, o fato ocorreu justamente no dia do aniversário da senadora.

Ou seja, um presente extremamente desagradável que mereceu até comentário nacional, através de Boris Casoy no jornal das Bandeirantes que terminou com seu famoso jargão “isto é uma vergonha”.

Até entendo a posição de Antonio querendo fazer valer seus interesses políticos, mas de nada custava abrir as portas para uma palavra da senadora, Vanhoni e de todos que quisessem falar de suas propostas aos eleitores na época.

Felizmente, acredito que Gleisi e Vanhoni não guardem rancor e agora, senadora eleita e deputado federal reeleito, esqueçam essa mancada e continuem na defesa aos interesses dos trabalhadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário