segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Nossa cidade dos Professores de Deus!

No mundo inteiro só existe um tipo de pessoa capaz de explicar o inexplicável de forma que até ela mesma acredite; políticos com mania de professor de Deus. Durante o tempo que viajei o Brasil conheci muitas pessoas e mais ainda políticos, mas nunca vi uma cidade para abrigar tanto destes professores como a nossa querida e tricentenária Paranaguá.

Trabalhei para alguns deles nesta minha longa carreira jornalística e aprendi como conviver com eles sem se estressar. Basta deixá-los acreditem estarem certos e esperar que quebrem a cara, às vezes demoram, mas é infalível. Nesta edição trazemos o recorde parnanguara da obra mais demorada na cidade, a escola parque Awaji no Parque São João I.

Como explicar que uma obra de mais de R$ 350 mil com prazo de execução de seis meses leve quatro anos para ficar pronta? Praticamente toda uma gestão.
A obra que sofreu apenas uma paralisação de quatro meses por conta de um suspeito Decreto de Contingenciamento e está com toda estrutura levantada, rebocada e calfinada ainda precisa de um ano e meio para ser finalizada.

Como explicar o desperdício de dinheiro público jogado fora logo após a primeira etapa feita só para enganar autoridades japonesas.
Acredite, essas respostas saem fácil da boa do prefeito José Baka Filho de uma forma tão consistente que até parece verdade.

Felizmente órgãos como Ministério Público, Promotoria de Justiça, Tribunal de Contas não são ateus, mas não costumam acreditar nas explicações professores de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário