quinta-feira, 22 de julho de 2010

Demutran retira placas virtuais e mantém o perigo no Porto dos Padres


Em julho de 2007 o vereador Leite Junior (DEM), pediu ao prefeito José Baka Filho (PDT), a implantação de uma lombada padronizada e sinalizada na Avenida Samuel Pires de Melo esquina com a Rua José Cadilhe.

Na época o vereador justificou o pedido levando em conta o fluxo de estudantes no local para coibir a velocidade dos carros naquela via pública. Coincidentemente neste mesmo ano um motociclista foi morto por um ônibus da Viação Rocio por falta justamente de redutores de velocidade.

Depois de certa demora, o prefeito atendeu, em partes, ao pedido do vereador pedindo ao Departamento Municipal de Transito (Demutran) que realizasse os estudos necessários para sua viabilidade. Aprovada a implantação, foram colocadas as placas nas proximidades de onde o vereador pediu a lombadas, mas a sinalização ficou “virtual”, uma vez que as lombadas não foram construídas pela Secretaria de Obras.

No ano passado o JB fez uma reportagem com o título que “Paranaguá é o paraíso das lombadas virtuais” e ilustrou com as placas da Avenida Samuel Pires de Melo e de outras espalhadas pela cidade. Passado três anos do pedido e após as cobranças do JB, o Demutran deu uma solução inusitada ao problema; as placas foram retiradas (foto), mesmo depois de todo tempo e recurso público gasto para se investir na segurança daquela via pública.

Novo estudo do que já foi feito

Sem entender o porquê de a prefeitura manter o perigo para crianças, jovens, adultos e idosos na Avenida Samuel Pires de Melo que, ao longo de toda sua extensão não possui nenhum redutor de velocidade, o JB questionou o Demutran sobre o motivo da retiradas das placas e o que será feito para restituir a segurança naquela via e evitar mais mortes e acidentes.

A diretora do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), Márcia García, não informou porque as placas foram retiradas e limitou-se dizer que “está sendo feito um novo estudo de fluxo da avenida Samuel Pires de Melo, tendo em vista que há projeto para que a via faça parte de um binário com a Roque Vernalha. Por este motivo, uma comissão foi formada pela Secretaria Municipal de Obras Públicas para realizar esse novo levantamento, com intenção de redefinir a colocação das lombadas na região”.

Mais uma vez, será feito um estudo que já foi realizado e aprovado em 2007 quando do atendimento ao pedido do vereador Leite Junior para que as lombadas que foram retiradas retornem de onde saíram. Vale lembrar que neste ano, próximo de onde as lombadas estavam, ocorreu um acidente envolvendo um veículo do Demutran e um particular, onde o motorista foi parar a UTI do Hospital Regional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário