sexta-feira, 23 de julho de 2010

Atestado de burrice assinado e carimbado



Caro leitor, existe algo mais absurdo que pintar o asfalto com tinta preta? Não? Errou, existe sim. É fazer isso usando mão-de-obra e material (a tinta preta) pagos com dinheiro público, ou seja, com o seu dinheiro. Uma situação como esta seria uma boa piada se não fosse a mais pura verdade.

Mas vamos aos fatos reais (redundância proposital para combinar com a atitude em tela). Recentemente a Rua Arthur de Souza Costa (Rua do Bavaresco Palmital) recebeu uma nova e grossa camada de asfalto, o que foi muito bom. Aí veio a Demutran nesta nova versão da Secretaria de Serviços Urbanos para fazer a demarcação do estacionamento do PERTO. Até aí tudo bem.

Ocorre que a rua tem sentido único e o PERTO só poderia ser demarcado no lado direito da rua. E o que aconteceu? Pintaram o PERTO no lado esquerdo. Super errado.

Mas tudo bem, pintar errado uma vez é humano, duas vezes hummm, tudo bem, mas três vês, xiii. Agora pintar errado 24 vezes, 24 demarcações aí o adjetivo fica por conta de cada leitor. É isso mesmo, somente depois de 24 demarcações se deram conta que o lado estava errado.

E aí veio o mico, macaco, gorila, orangotango, King Kong, Godzila, sei lá da obrigação de pintar o asfalto com tinta preta (foto). Não acredita? Passe lá e veja com seus próprios olhos e aproveite para dar umas boas gargalhadas.

Em tempo, este tipo de situação não condiz com o novo slogan da administração "a cidade que a gente faz", porque eu não faria uma besteira desta.


Ajude este jornalista manter atualizado este blog. Antes de sair clique num dos comerciais. Obrigado

4 comentários:

  1. Prezado Gilberto,

    Vejo que você desconhece a legislação municipal de trânsito. Vamos por partes. PERTO é o Programa de Estacionamento Regulamentado (Lei Municipal Nº1.358/1983), aonde o condutor do veículo deve preencher o cartão de estacionamento, valor atualmente fixado em R$0,60/hora e deixar visível no painel do veículo durante a utilização da vaga, por um período máximo de 2 horas. A Rua Arthur de Souza Costa não dispõe desse serviço, ou seja, é apenas faixa de estacionamento, sem cobrança e rotatividade e nada tem a ver com o PERTO. Outra questão é que não existe nenhuma restrição quanto a disponibilizar a faixa de estacionamento no bordo esquerdo da pista, mesmo ela sendo de sentido único. Sua afirmação está completamente equivocada. Pode ser em qualquer um dos bordos ou em ambos. Utilizar tinta preta para anular uma demarcação é prática comum em qualquer cidade para mudança da sinalização horizontal. Pelo que tive conhecimento, a rua em questão seria demarcada com uma pista de rolamento e faixa de estacionamento em ambos os lados. Infelizmente após a demarcação do estacionamento, o DEMUTRAN verificou ser mais eficiente manter duas pistas de rolamento e faixa de estacionamento em um dos lados. Acho melhor se informar um pouco antes de escrever suas notícias.

    ResponderExcluir
  2. Caro Pop, acredito que além de não conhecer a legislação de trânsito talvez esteja ficando meio cego, porque pensei ter visto que a tremenda besteira foi feita não uma única vez e sim em toda e extensão da rua. Uma idiotice e falta de capacidade e profissionalismo que seria facilmente evitado com uma simples questão de planejamento e estudo. Mas para que fazer isso se o dinheiro que será gasto é do povo mesmo, não é? E tem mais, lamento que seus neurônios não foram o suficiente para entender e captar a mensagem do disperdício do dinheiro público e da incompetência, mas também entendo, não se pode exigir capacidade intelectual de todo mundo.

    ResponderExcluir
  3. A propósito, caro Pop, este é um comentário e não uma notícia. Assim antes de postar besteira procure se informar muito.

    ResponderExcluir
  4. O Pop vestiu a carapuça. E não é que o moço ficou nervosinho, certamente é mais um incompetente que não se importa que se gaste o dinheiro por incompetência. Ou seja, legislando em causa própria. Não duvido que o moço esteja envolvido nesta enorme besteira feito pelo Demutran. E como a questão dos neurônios caiu como uma luva para o moço, ele mostrou todo seu verdadeiro potencial de educação e palavreado xulo, coisa natural de quem tem poucos nerurónios mesmo. E o "esperto" ainda queria que publicasse suas baixarias. tem tempo né. Lamento Pop, mas tive outro tipo de educação em casa. Uma pena que ele não irá ler esta postagem porque deu entender que não mais acessará o blog.

    ResponderExcluir