quarta-feira, 31 de março de 2010

Alceu Chaves que me perdoe


É fato que o presidente da Fundação Municipal de Cultura, Alceu Claro Chaves vem fazendo um trabalho brihante na Fumcul desde que assumiu a pasta em 2009. Apesar de rotularem este jornalista de "oposição", quando na verdade relato e retrato fatos da administração Jose Baka Filho (PDT), tenho divulgado o bom trabalho na Fumcul,que não deixa de ser da prefeitura.

Assim sendo gosto de participar e tomar conhecimento das novidades de Chaves e sua equipe que é muito fera, "Ferinha" na verdade. Por essa razão, sempre que sou convidado para coletivas de imprensa procuro não faltar e o próprio Chaves tem testemunnhado isso.

E assim fazem 30 minutos que recebi o convite para uma coletiva de imprensa que vai falou sobre a Via Sacra 2010 e quero pedir ao presidente Alceu Chaves que me perdoe por não poder participar. Queria e muito, mas será impossível porque ainda não inventaram uma máquina do tempo.

Ocorre que a coletiva aconteceu hoje a tarde e recebi o convite para participar dela às 23hs05,ou seja, agora pouco como mostra o horário do envio da mensagem (foto).

Assim sendo prometo que quando for convidado em tempo hábil, irei com o maior prazer.

Parnanguarinhas serão novamente esquecidos ?



Em 2008, euforia do ano eleitoral e com vistas à reeleição, tudo de bom aconteceu na cidade Mãe do Paraná. Sem nenhum problema de licitação os parnanguarinhas receberam no inicio do primeiro semestre uniforme e kit escolar (foto).

A apresentação teve requintes de desfile de modas no ginásio de esportes Dr. Joaquim Tramujas. O prefeito Baka entrou na passarela com crianças vestindo uniformes e até sungas de banho.

Famílias carentes com três, quatro e cinco filhos respiraram aliviadas pela economia no orçamento familiar, logo após de festas de Final de Ano, Natal, Carnaval e Páscoa. Depois essas mesmas crianças apareceram com os mesmos uniformes nos palanques eleitorais e garantiram ao prefeito Baka sua reeleição.

Mas como alegria de pobre dura pouco, diz o ditado, durou mesmo, apenas um ano e uma reeleição.

No ano passado nem kit, nem uniformes e nem economia no orçamento. Os parnanguarinhas que cantaram “Baka é o prefeito da gente” tiveram que remendar uniformes, colar tênis e se viram obrigadas fazer seus pais gastarem nas papelarias da cidade com caderno e lápis.

Este ano, as aulas já começaram, a Páscoa está aí e, em fevereiro deste ano, o prefeito Baka tornou garantir que os alunos receberão os uniformes escolares, mas até agora nada.

O carnaval teve camarotes de dois andares, verba das escolas aumentadas e até televisão, mas os parnanguarinhas ainda não viram o azul do uniforme escolar.

Não é possível que a mesma desculpa esfarrapada de 2009 dos problemas licitatórios seja usada, mais uma vez, iludir nossos filhos que garantiram mais quatro anos para a atual administração.

Enganar adultos já se tornou um exercício de prazer para os políticos, mas enganar crianças é um desvio de conduta que mostra o nível de caráter dos nossos governantes.

Vereadores caíram de pau na adutora de Vicente

Me perdoem, mas esta também preciso postar ainda hoje. Quando a Secretária repassou os números da dívida fundada de R$ 52.749.597,00 os vereadores Leite Júnior, Edu e Frisoli não questionaram os valores do INSS e precatórios e sim da adutora que levou do cofre da prefeitura no ano passado R$ 2.454.924,00.

Leite Junior e Frisoli criticaram ao alto valor desta dívida da adutora contraída na gestão de gestão do saudoso José Vicente Elias. O vereador Ricardo lembrou que ainda faltam mais 13 anos para prefeitura quitar a dívida e Frisoli, por sua vez, disse que com o valor pago daria para fazer diversas adutoras.

Pelo que pagou em 2009, a parcela mensal da adutora custa aos cofre dda prefeitura, a bagatela de R$ 204.577,00 mensais. É mole.

Para onde foram os R$ 100 mil do Aterro Sanitário?



Este assunto da visita da Secretária da Fazenda na Câmara vai longe. Mas deixarei alguns comentários para ao longo da semana. Todavias não vou conseguir dormir sem postar mais um que ainda está fervilhando na cabeça.

Veja só, entre os muitos recursos que entraram no cofre da prefeitura, Zenilda disse que em 2009 a Petrobrás repassou R$ 100 mil para o Aterro Sanitário. História que conheço bem desde a época que fazia assessoria de imprensa para o ex-deputado estadual Waldir Leite, pois foi ele que conseguiu essa grana num trabalho iniciado em 2003.

Pois bem, Leite deixou de ser deputado em 2007 e, desde então, ainda não vi absolutamente nada do Aterro Sanitário em nossa cidade. E olha que faz tempo que foi assinado o convênio de repasse dos valores com o Governo do Estado e Petrobás quando Leite ainda era nosso deputado.

E tem mais, mesmo tendo conseguido esta grana, durante a assinautura do convênio de repasse de R$ 2 milhões entre Requião, o diretor-presidente da Suderhsa, Darcy Deitos, e o gerente geral de Segurança, Meio Ambiente e Saúde da Petrobras, Ricardo dos Santos Azevedo, ocorrrido no Palácio Iguaçu no dia 7 de julho de 2005 (foto), sequer chamaram Leite para cerimônia que ainda era deputado nesta época. (Ainda tem quem diga aos quatro ventos que Leite não fez nada quando foi deputado)

Depois disto, somente em setembro do ano passado que rolou novidade no Aterro Sanitário. Um acordo firmado entre a prefeitura e a ADM acenou com a possiblidade de se inciar a obra. Neste acordo a ADM levou R$ 100 mil da prefeitura para liberar uma área que estava em litígio.

Com isso, esses R$ 100 mil informados por Zenilda pôs um pulga na minha orelha, pois
a obra vai custar R$ 2,6 milhões, dos quais R$ 600 mil é da Suderhsa e R$ 2 milhões da Petrobrás, então por quê apenas R$ 100 mil?

E aí vem a pergunta que não quer calar (desculpe o clichê); para onde foram esses R$ 100 mil? E também, porque só R$ 100 de repasse se o total é R$ 2 milhões?

Quero deixar claro que não estou pondo em dúvida a idoneidade da prefeitura, mas como a Secretária não disse este detalhe, deixo aí a pergunta para quem puder responder pela prefeitura e postar aqui para a população e, este jornalista, tomar conhecimento.

A menos, é claro, que ninguém na prefeitura saiba onde a grana foi parar e aí entenderei a ausência da postagem.

Orçamento super estimado de 2009



Divesos números apresentados pela Secretária da Fazenda do que foi gasto no ano passado, chamaram a atenção deste jornalista e de alguns vereadores. Um ponto em comum observado por este jornalista e pelo vereador Edu, foi a diferença do orçamento estimado para o praticado em 2009.

Não sei de onde o vereador Edu viu uma diferença de R$ 43 milhões, pois este jornalista viu uma diferença de R$ 36 milhões. Mesmo assim é uma diferença muito grande do estimado para o praticado. Dá até a impressão que a prefeitura está super estimando o Orçamento para vir com aquele desculpa esfarrapada de queda brusca na arredacação.

Veja os números para que você mesmo faça sua análise. A prefeitura enviou para Câmara de Vereadores para aprovação um orçamento no valor de R$ 202.559.828,00, mas foram arrecadados R$ 166.526.446,00 (foto) o que gera uma diferença de R$ 36.033.382,00.

Se o problema não é um orçamento super estimado, o que pode ser? Um erro grotesto de quem elabora o orçamento para apresentação aos vereadores? Desconhecimento? Afinal, alguma explicação lógica para um erro de quase 18% é preciso ter. Com a palavra a equipe que elaborou o orçamento de 2009.

Não mais passará do mês


Na sua explanação a Secretária da Fazenda trouxe ainda diversas boas notícias sobre os números do ano passado que trarão reflexos posítivos para este ano. Entre essas noiticias, uma vai cair no agrado geral de todos os servidores municipais, o pagamento não mais passará do mês trabalhado. Ou seja, a grana sai dentro do mês.

O que é muito bom, uma vez que desde maio do ano passado que a prefeitura não vem pagando dentro do mês servidores e comissionados. Houve mês que a prefeitura chegou ao ponto de efetuar o pagamento em três fases; num dia os servidores, dias após comissionados de simbologia de 4 a 6 por último das simbologias de 1 a 3. É mole!

Depois da explanação, gravando com a imprensa, este jornalista e a jornalista Andressa Costa da rádio Litoral Sul FM, Zenilda, tornou reforçar essa garantia que os salários, a partir do próximo mês (abril) serão pagos dentro do mês.

Nem a Secretária da Fazenda sabia



Atendendo convocação, ontem, a Secretária da Fazenda, Zenilda Souza da Costa (foto), fez a prestação de contas da prefeitura do ano de 2009 para os vereadores nove vereadores que participaram da sessão. Os vereadores Jozias e Sandra do Dorinho estiveram ausentes.

A secretária, que é funcionária de carreira, fez uma excelente explanação do que foi arrecadado e gasto durante todo o ano passado até o presidente Ricardo começar a dar por encerrada sua participação e aí...

Uma perguntinha boba feita pelo vereador Edu, quase que implorando para boa vontade do presidente e secretária, fez ela por toda sua bela explanação por água abaixo.

Comparando com o futebol, foi a mesma coisa que o time precisar de um empate para ser campeão, estar com 45 minutos de jogo vencendo a partida de 1 a 0 e, nos acréscimos de 2 minutos, a adversário virar o jogo para 2 a 1 e tomar o título que estava ganho.

O vereador quisa saber se a grana dos servidores sairia no dia seguinte (hoje). Para espanto e perplexidade de todos no plenário, Zenilda disse não saber exatamente quando sairia o pagamento e arriscou um palpite, dizendo que poderia sair na quinta-feira (amanhã). Mas ela frisou que não seria por falta de dinheiro. (então porque seria?)

Ou seja, nem mesmo a secretária da Fazenda sabia que a grana seria paga hoje, como acabou ocorrendo. Na hora que ela disse que poderia sair somente na quinta-feira (amanhã), ouviu-se no plenario um baixinho "uhhhhhhh" de desânimo de alguns servidores presentes a sessão.

Felizmente para os quase quatro mil serviores a Secretária errou na sua previsão e hoje bancos e supermecados estavam lotados dos servidores pegando sua grana e adiantando nos ovos de Páscoa das crianças.




segunda-feira, 29 de março de 2010

Manutenção depois de oito meses



Li hoje com imensa felicidade e uma surpresa maior ainda no Portal Público que a "Prefeitura vai instalar equipamentos de ginástica em mais 6 pontos de Paranaguá". Veja só, isso não é uma maravilha?

Só que li mais ainda na reportagem oficial. Li que nos próximos dias os aparelhos já instalados no Aeroparque serão retirados para serem recuperados e o secretário de Serviços Urbanos, Vilmar Cruz dizendo “faremos a manutenção porque constantemente eles são alvos de vandalismo, infelizmente, o que gera muito prejuízo”.

Veja só, a Semsu fará a manutenção daqueles aparelhos depois de oito meses sem nenhumm tipo de reparo em qualquer um dos equipamentos. E como sei disto? Muito simples, em agosto do ano passado o Jornal dos Bairros mostrou o estado dos aparelhos (foto), todos quebrados no Aeroparque.

Na semana seguinte após numa reportagem do Portal Público da prefeitura, o presidente da Fundesportes, Mário Kügler Rodrigues explicava que “o técnico da empresa responsável já foi comunicado para que venha fazer a troca do aparelho com defeito e na oportunidade ele aproveitará para fazer manutenção no restante dos equipamentos”.

Mas pelo jeito este técnico dito por Mário deve ter perdido o rumo da cidade e nunca veio. Talvez seja por isto que o secretário Vilmar Cruz esteja assumindo este abacaxi depois de oito meses. O engraçado é que em todo este período, a prefeitura não se preocupou em consertar os equipamentos e resolveu colocá-los, agora, em mais seis lugares. Os aparelhos serão colocados nos bairros Ponta do Caju, Jardim Araçá, Vila Guarani, Serraria do Rocha, Jardim Guaraituba e Jardim Samambaia.

Agora cá prá nós esta conversa mole de que o vandalismo tem acabado com esses equipamentos gerando prejuízos aos cofres públicos, já não cola mais nem com SuperBond.

Afinal, a prefeitura investe nos aparelhos e esquece de investir na segurança do patrimônio públicos com a Guarda Municipal e ainda não quer que vandalizem? Então que não se coloque os novos aparelhos nestes seis bairros se não forem
cuidar deles.

O vandalismo vai continuar da mesma maneira e aí, a cada oito meses, será feita a necessária manutenção?

Já chega de papo furado, chega de incompetência e de discurso demagógico.

Vamos trabalhar gente.

Desperdício do voto útil!



O bairrismo é um sentimento em extinção em nosso país e, com mais celeridade, em nossa tricentenária cidade. As pessoas que mais deveriam transbordar deste sentimento, os detentores de mandato, são justamente os mais escassos e, pior, usam dele para discursos demagógicos e interesseiros.

Neste ano de eleições gerais e de pouca densidade eleitoral para muitos dos 24 nomes sugeridos pelos presidentes partidários na série “Eleições 2010”, o discurso pelo voto útil vai ecoar pelos quatro cantos da cidade.

Já fiz coro para este discurso demagógico e interesseiro de alguns, mas hoje não vale a pena vestir esta camisa e tampouco defender esta bandeira.

Afinal, se o discurso tivesse praticidade de quem ecoa, eles mesmos, tratariam de ajudar investindo num consenso de candidaturas. Porque 24 nomes quando poderia ser apenas dois para Assembleia e dois para Câmara Federal?

O discurso do voto útil saído da boca dos políticos é a defesa explícita de um jargão bem conhecido nos corredores da política parnanguara “farinha pouca meu pirão primeiro”.

De certa, vejo o voto útil como um desperdício de representatividade. Afinal, pudemos acompanhar o trabalho dos deputados federais Alex Canziani e Gustavo Fruet pela nossa cidade.

Não sendo eles de nossa região, nem por isso deixaram de viabilizar obras e recursos do governo Federal para nossa cidade e litoral.

É preciso tirar a máscara de alguns pré-candidatos que discursam em prol de si mesmo e criticam aqueles que pretendem trabalhar por quem realmente possui chances de eleição.

Enquanto os políticos não se unirem, nenhum deles têm o direito de cobrar o voto útil da população que tanto precisa de representatividade.



Até agora, nenhum contrato em 2010




Estamos encerrando o terceiro mês do segundo ano da gestão do prefeito José Baka Filho (PDT) e, até agora, a prefeitura não firmou nenhum contrato. Isto não é incrível? Pelo menos é o que mostra o Portal Público da prefeitura hoje (foto).

Tivemos o carnaval no mês passado onde a Drial, mais uma vez, forneceu a estrutura das arquibancadas como aconteceu no ano passado quando ela cobrou R$ 224.550,00. Mas ainda não surgiu nenhuma pasta no Portal da Transparência mostrando os contratos deste ano.

Minha surpresa se deve ao fato que, no mesmo período no ano passado, a prefeitura havia fechado 39 contratos, 4 em janeiro, 9 em fevereiro e 26 até o dia 27 de março.

Se nenhum contrato foi firmado até agora como estão sendo viabilziados o pagamento das empreiteiras, fornecimento de peças, mão-de-obra, merenda escolar, material para obras, assessorias e prestação de serviço até o momento?

Muito estranho tudo isso e, mais estranho ainda, é ver que nenhum vereador levantou este assunto (se é que repararam nisto), já que eles são pagos para fiscalizar o Executivo e o erário público.

Como frequento as sessões todas as terças e quintas-feiras, posso falar com propriedade (como adoram falar Edu e Rafinha), que até mesmo a oposição ainda não observou este detalhe porque não vi nenhuma cobrança de Marquinhos, Edu, Rafinha e Nagel (os dois últimos, hoje, oposição forçosamente amiga)

Vou continuar observando e voltarei aqui para falar para vocês, pois como sei que todos eles lêem este blog, jã nãoi mais poderão alegar desconhecimento.

Assim sendo vou aguardar.

Secretariado desprestigiado????????



Das duas uma, ou o secretariado municipal está totalmente desprestigiado ou tem gente comendo bola no repasse de informação. Acontece que os secretários hoje compareceram normalmente para a reunião semanal (foto)(a Escolinha do Baka) e ninguém avisou que a reunião não iria rolar. Todos foram lá e deram com os burros na água.

Aí aproveitaram para trocar figurinha tipo "o que você está precisando na sua pasta?", "grana, material humano e equipamento" foram as respostas mais comuns entre os colegas de administração.

Será que ninguém sabia que o prefeito Baka está em Foz do Iguaçu? Considerando que não sabiam, será que alguém não poderia ligar para os celulares dos secretários (já que a conta é paga pelo povo mesmo) e pedir que não viessem para a escolinha?

Afinal não estamos numa primeira gestão, é o segundo mandato e já se foram um ano e três meses. Ainda tem gente aprendendo na prefeitura?

Depois que este jornalista expõe estas mancadas é porque só vivo falando mal, quando penso que "falar a verdade nunca será falar mal".

domingo, 28 de março de 2010

Terminal da Passageiros já foi perdido em 2008



A coqueluche da prefeitura, hoje, é falar da construção do Terminal de Passageiros para nossa cidade, já que ela foi incuída como um dos 65 municípios indutores de turismo no Brasil. Muito bom e pelo papo a coisa está mesmo por acontecer, o que será benefico para todos, prefeitura, população e comércio.

Só que muita ente não sabe (eu também não sabia) que em 2008 uma emenda incluída no orçamento da União pela bancada paranaense no valor R$ 15 milhões para costruir, justamente, o Terminal de Passageiros foi perdida. E porque? Muito simples e até vergonhoso, não havia nenhum projeto do Terminal de Passageiros em nossa prefeitura e aí, a grana se foi.

Quem trouxe esta preciosa informação foi o deputado federal Ricardo Barros (foto) na sua Caravana Progressista realizada no plenário do Palácio Carijó. E o detalhe, o prefeito José Baka Filho (PDT) estava ao seu lado e confirmou a informação.

Resta saber se agora que o papo do Terminal de Passageiros está super forte, a prefeitura tenha o projeto para execução.


Leia terça-feira no JB

sexta-feira, 26 de março de 2010

Andressa Costa, a volta em grande estilo!



Quem teve a oportunidade de conhecer os primerios passos da carreira profissional da brilhante jornalista Andressa Costa (foto) como este jornalista, hoje, sente-se honrado de poder compartilhar informações e poder chamá-la de colega de profissão.


A moça que fez seu estágio na fase inicial do jornal Folha do Litoral, desde esta época, dava nítidos sinais que estava entrando na profissão certa.

Ousada, destemida e muito idealista (muitas vezes essa virtude se torna um sério problema na carreira), Andressa sempre foi daquela jornalista que encara qualquer pauta (vivi algumas junto dela), para Andresa jamais teve tempo ruim.

Depois de uma passagem marcante pela TV onde até de rapel ela desceu do Palácio do Café, Andressa deu um tempo para descansar. mas hoje está de volta como repórter da Rádio Litoral Sul FM.

Lá tem feito o que melhor sabe, informar bem, com qualidade e imparcialidade.

E em tão pouco tempo já mostrou que não está para brincadeiras ganhando o respeito que sempre teve dos formadores de opinião, a ponto de ser alvo de parte do discurso do presidente Ricado por conta de uma de suas reportagens.

Situação mais do que normal para jornalistas polêmicos, estamos sujeitos em nosso dia-a-dia e consideramos como ossos do ofício.

Coisa que não acontece para quem opta por informar sobre cultura, educação, entretenimento, ou simplesmente está no comando da notícia e não envolvida diretamente com ela.

Assim fico feliz por ver que Andressa não mudou em nada sua postura profissional e continua cada vez melhor.

Frisoli equivocou-se



Ainda nesta sessão o vereador Frisoli (foto) que vem se mostrando uma grata surpresa do Legislativo deu uma escorregada em seu discurso ao cobrar ações contra os moradores de rua. Ele disse que ninguém faz nada e, neste ninguém, nominou o Ministério Público, Judiciário e o Executivo apenas.

Ele livrou a cara do Legislativo dizendo que eles (os vereadores) não podiam fazer nada.

Errado, podem sim e muito.

Ora, os vereadores são eleitos para fiscalizar ações do Executivo e, eles podem sim cobrar ações do prefeito no caso dos moradores de rua.

E tem mais, podem apresentar projetos de lei no sentidode coibir a proliferação deste problema, como uma lei municipal que obrigue cidadãos de portarem documentos (a maioria deles não tem e quando tem, existe uma grande possibilidade de terem condenações judiciais).

Sem dizer que existe ainda a Lei de Contravenções Penais onde mendicância é crime passível de pena de 3 a 6 meses de prisão e isso também os vereadores podem cobrar.

Isso é apenas uma das muitas ideias que podem ser desenvolvidas, nem vou dar mais porque não ganho R$ 7 mil por mês para fazer isso.

Assim sendo, acredito que meu amigo Frisoli equivicou-se na ânsia de prevalecer o corporativismo legislativo.

Personalidades fazem vereadores esquecerem o Regimento

O Regimento Interno da Câmara de Vereadores proibe manifestação com palmas durante as sessões das terças, quintas e extraordinárias no Palácio Carijó. Isso é algo que todos os vereadores, sem exceção, devem saber e, acredito eu, os desta gestão sabem.

Só que na sessão de ontem as persoanlidades presentes aos trabalhos legislativo, Francischini e Mauro Moraes, fizeram algum deles esquecerem esta determinação. Digo isso, porque tão logo as personalidades encerraram seu discurso na sessão, Nagel, João Mendes, Edu, Leite Junior e Jozias (veja o video) bateram calorosas palmas.

Aí fiquei pensando; "ué o Regimento Interno não vale quando personalidades falam durante as sessões?"

Lembro-me bem que na gestão anterior Alceuzinho Maron foi o campeão de receber palmas do público presente ao plenário e, toda vez, vinha o alerta que era proibido qualquer tipo de manifestação.

Ontem não ouvi nenhuma reprimenda.

Assim, vale um bom puxão de orelha do presidente Ricardo para essa turma da claque nas próximas vezes que outras personalidades vierem discursar na sessão.

quinta-feira, 25 de março de 2010

Leite Junior esqueceu que Leite foi deputado na era Requião



O vereador Leite Junior (foto) perdeu hoje uma excelente oportunidade de ficar calado na sessão que contou com a presença do Secretário Municipal Anti-drogas de Curitiba, Francischini e do deputado estadual Mauro Moraes.

No momento que o vereador Edu descia a lenha no governador Requião por conta da realocação das famílias da Vila Becker, Leite Junior pediu um aparte e pôs mais lenha na fogueira contra o governador. Só que num momento de bobeira, esqueceu que seu irmão, Waldir Leite, foi deputado estadual na primeira gestão do governador (Leite integrou a bancada de apoio do governador no incio do mandato)e disse que esta situação no Paraná já dura "sete" anos.

Olha só sete anos.

Assim incluiu na crítica o período que o Leite foi deputado estadual que, graças a Requião, conseguiu dois fatos inéditos para Paranaguá. Eu era assessor de imprensa de Leite e posso dizer com propriedade (como gostam de falar os vereadores Edu e Rafinha). O primeiro foi trazer toda a estrutura da Secretaria de Estado da Saúde para cidade, onde pode apresentar todas as reivindicações de Paranaguá e do Litoral dando prioridade para a Santa Casa que estava um caos.

O segundo e mais importante, foi a instalação da Assembleia Legislativa do Paraná em nossa cidade, no auditório José Martins do Carmo. E tem mais, foi graças ao pedido de intervenção na Santa Casa feito por Waldir Leite, aceito e realizado por Requião, que hoje temos um Hospital Regional.

Mas parece que tudo isso feito por Requião, através do seu irmão quando deputado, não foi bom para o vereador que, hoje, ajudou criticar os sete anos de Requião. Até não teria feito este comentário se o vereador atesse ao período que Leite deixou a bancada de apoio do governador Requião, em razão dos problemas que o governador e seu irmão criaram para cidade, porto e litoral na época. Mas como considerou todos os anos de Requião fui obrigado refrescar a memória de Leite Junior.


Será que o ex-deputado Waldir Leite pensa da mesma forma que seu irmão vereador e acha que estas conquistas dele, respaldadas por Requião, não foram boas para cidade e região?

Com a palavra Waldir Leite, o qual tive o prazer e a honra de ser seu assessor de imprensa nos quatro anos que foi deputado estadual na era Requião.

quarta-feira, 24 de março de 2010

A gripe não acabou!



Ainda nesta reunião na Aciap, o Secretário de Saúde, Gilberto Martin (foto),fez ainda uma afirmação que deixou todos na sala em estado de alerta, " a gripe (H1N1) não acabou". Razão pelo qual o governo do Estado intensifica a campanha para que todos tomem a vacina que está sendo aplicada em todo Paraná. A matéria completa sobre esta participação de Gilberto Martin na Aciap você verá na próxima edição do JB que estará nas bancas na próxima terça-feira.

Estátua para Requião no Regional



Reconhecer o trabalho dos governantes, hoje, é coisa rara do que jeito que andam certas administraçõe. Porém, hoje, achei louvável a atitude do médico Dr. Mário Percegona, que agradeceu ao Secretário de Estado da Saúde, Gilberto Martin pelo brilhante trabalho do Governo do Estado junto ao Hospital Regional do Litoral.

A declaração aconteceu na reunião semanal de diretoria da Associação Comercial, Industriale Agrícola de Paranaguá (Aciap) durante a visita do Secretário de Saúde que veio falar sobre as campanhas de vacinação contra a gripe H1N1 e Dengue em todo Estado.

Falando em nome da classe médica, Dr. Percegona(foto), estendeu o agradecimento ao governador Roberto Requião por transformar a sucateada Santa Casa de Misricordia no hospital que está a disposição dos parnanguaras e cidades do litoral. Ele sugeriu até que fosse feita uma estátua de Requião no Hospital Regional como forma de agradecimento.

Gostei das palavras do médico. Afinal, não existe sentimento mais nobre no ser humano que a gratidão.

terça-feira, 23 de março de 2010

Depois da Capitânia, imagina as casas da Becker



Hoje o vereador Carlos Roberto Frisoli (PTB) foi muito feliz ao por em dúvida a promessa de Rafael Greca de fazer as casas para os moradores realocados da Vila Becker. Faz um tempo enorme que 32 famílias tiveram suas casas demolidas e até agora nada. Na sessão de hoje, Frisoli lembrou muito bem do fiasco de Greca quando era ministro durante as comemorações dos 500 do descobrimento do Brasil.

Quem não selembra da famosa Nau Capitânia que foi construída no ano de 2000 para essas comemorações, mas, por uma sucessão de falhas técnicas, o percurso que a embarcação deveria fazer de Salvador até Porto Seguro, durante as festividades, foi um tremendo fracasso.

A construção custou mais de 3,5 Milhões e a nau não conseguiu sair do porto. A Nau não saia do lugar. Foi um vexame perante ao mundo. Portugal decidiu comemorar os 500 anos também e contruiu uma excelente Nau, que navegava perfeitamente (foto).

Imagina, em pleno século XXI Greca não conseguiu fazer uma nau semelhante aos que os portugueses fizeram no século XIV. É mole. Agora vem com esta historinha das casas que não saem do papel?. Pare com issom Greca. Muito boa, Frisoli.

Para Fabiano Elias o Corpo de Bombeiros demorou



Ouvindo o programa Litoral Notícias achei que o vice-prefeito Fabiano Elias foi muito exigente (para não dizer injusto) com o Corpo de Bombeiros ao dizer para reportagem da Litoral Sul FM que o Corpo de Bombeiros demorou para chegar ao Hipermercado Condor.

O Major Barros (foto) respondendo a pergunta do âncora do programa sobre esta declaração de Fabiano Elias, explicou que o aviso para o Corpo de Bombeiros aconteceu às 4hs20 e às 4hs25 uma viatura do quartel da Costeira já estava no local. Ou seja, apenas cinco minutos. Mas para o exigente Fabiano Elias foi muito tempo.

Blog bloqueado no Palácio São José


É de rir, não fosse tão absurdo, mas ontem tive a certeza que este blog está bloqueado pelo provedor da prefeitura que garante a internet do Palácio São José. Não é hilário?

Conversando com o amigo Alaor Reis sobre assuntos gerais comentei com ele sobre o meu blog e passei o endreço para que entrasse e conhecesse este portal de informações. Mas qual não foi a nossa surpresa quando ele tentou acessar e veio a mensagem dando entender o bloqueio e não teve como ele conhecer o "Doa a quem Doer". O que é uma pena.

Mas como sei da competência deste profissional que já respondeu pela Procuradoria Jurídica da Adminsitração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) certamente ele não deixará de conhecer o meu blog e saber do que rola nos bastidores da informação de nossa cidade.

Alaor Reis pode ser prefeito de Paranaguá



O prefeito José Baka Filho (PDT) pode ter todos os defeitos do mundo e mais um pouoco, mas burro ele não é definitivamente. No ano passado ele mandou para Câmara Municipal uma mensagem modificando a hierarquia na sucessão do Executivo em caso de cavância do cargo. E como não oderia deixar de ser seu time de vereadores aprovou sem nenhum problema como tem ocorrido, inclusive no caso do IPTU.

Antes desta mensagem numa vacância do cargo de prefeito por afastamento, cassação, morte ou doença, a sequência era a seguinte; assumia o vice-prefeito, presidente da Câmara, vice-presidente da Câmara e Juiz da Comarca. Hoje não está mais assim, no lugar do juiz, agora, assume o Procurador Geral do Município.

Assim sendo, o competente advogado Alaor Reis (foto) pode virar prefeito de Paranaguá ocorrendo todas essas vacâncias. E sabe o que é mais suprpreendente? É que isso está por ocorrer neste ano.

Informações dão conta que o prefeito Baka pretende se afastar para coordenar a campanha de Osmar Dias (PDT) na cidade, mas somente depois que o vice-prefeito Fabiano Elias (PSDB), o presidente da Câmara, Antonio Ricardo (PP) e o vice-presidente, Rafinha Gutierres (PDT) estiverem em plena campanha para Câmara Federal e Assembleia Legislativa. Neste período Baka lança Rafinha pelo PDT para deputado estadual.

Aí quem assume? Alaor Reis, Muito simples não!

Juninho salvou a honra do Leão da Estradinha




Acompanhei a transmissão do último jogo do Rio Branco onde a vida do Leão da Estradinha estava em jogo e apenas a vitória interessava. Mas que decepção. O time não fez seu dever de casa e não conseguiu vencer o Serrano que pôs em campo um time acostumado a jogar com travinha no meio da rua.

Uma vergonha.

Mas o que esperar de um time sem nenhuma capacidade técnica, parceria com o Trieste e uma diretoria inexperiente? Exatamente aquilo que elafoi capaz, safar-se da segundona graças ao goleio do Paraná Clube, Juninho (foto).

Não fosse o pênalti defendido por ele no domingo, esta diretoria iria amargar para o resto da vida, o rótulo de ter sido a que mandou o Leão da Estradinha para segunda divisão.

Sou da opinião que a diretoria deveria, não fazer uma estátua como disse Valdinei Garcia, mas sim uma vaquinha e mandar um grana para o goleiro-herói.

Aprendi com o amigo Ogarito Linhares que a derrota deve ser didática, precisamos aprender com ela e nada melhor que esse período de inatividade para a diretoria repensar seu trabalho e, humildemente, nem pensar em se manter no comando do mais querido time do litoral.

segunda-feira, 22 de março de 2010

PP realiza encontro na quinta-feira na Câmara



Recebi e agradeço o convite do presidente do Partido Progressista (PP), meu amigo Marcos Cordeiro (foto), para participar do encontro da “Caravana Progressista“, liderada pelo presidente estadual do PP, Deputado Federal Ricardo Barros.

A Caranava está percorrendo todos os 399 municípios do Paraná para reunir idéias que farão parte do Plano de Governo do PP 2011/2014. Todos estão convidados.

Será uma boa oportunidade de reunir as principais lideranças de cada município para discutirem problemas e soluções para cada região.

O evento acontece nesta quinta-feira, às 16 horas, no plenário da Câmara Municipal de Paranaguá no Palácio Carijó.

Personalidades do Ano do Diogo no Showpanas, é fria!


Fiquei sabendo que Diogo que vive sempre na Câmara de Vereadores está de volta divulgando que fará a entrega de troféus ou certificados de Personalidades do Ano. Posso até estar enganado, mas tenho 99% de certeza que é uma tremenda fria.

Tem pelos menos uns dois anos que ela promete fazer um evento de Melhores do Ano, chega cobrar dos homenageados e o evento nunca aconetece. O pior que já teve gente importante, fortes empresários e formadores de opinião que cairam nessa e até hoje estão esperando o evento.

Na última dele, Diogo quase se deu mal com o professor Edson da escola de inglês Eco, o moço está uma fera. Não pela grana perdida, mas pela sacanagem.

Assim sendo alerto as pessoas que, antes de se comprometerem com ele, busquem informações sobre sues eventos anteriores, como portifólio, fotos, algum homenageado que possa respaldá-lo. O professor Edson é uma boa fonte.


Leia amanhã no JB

sábado, 20 de março de 2010

PDT gera prejuízo de R$ 8 mil para o Pastor Nilo




Bem que fizeram os vereadores Jozias, Nagel e Rafinha e os peso-pesados Ali Kadri, Alex Felisberto, Ribas, Edmir da Pesca e Luiz Afonso, todos do PDT, de não irem na inauguração da nova sede partidária que fica na Rua Major Ernani Vidal, 347, próximo do Colégio Leão XVII (Não é erro deste jornalista, é como estava no convite) no dia 4 do mês passado.

Ocorre que com a chuva repentina que desabou na cidade, logo após o término da sessão da Câmara de Vereadores, as ruas da região ficaram todas alagadas, como sempre. E quem se arriscou teve que procurar pontos menos alagados para não correr nenhum risco.

Pois bem, não é que o querido e carismático Pastor Nilo Xavier (foto), Chefe da Agência do Trabalhador, como bom filiado, foi prestigiar a inauguração da nova sede atendendo ao pedido do prefeito e presidente do PDT, José Baka Filho.

Até aí tudo bem. Só que no final evento depois daquela linguiça e alcantra esperta que contou com a assinatura do meu amigo de lnga data, o costeirense Demair, o pastor pegou seu carro e foi embora. Foi mas não chegou tão cedo não.

Com tantas ruas alagadas o pastor acabou ferrando seucarro numa das ruas que mais parecia um rio. E ali o oço ficou. O jeito foi apelar para o celular e pedir ajuda. No dia seguinte, carro na oficina e a notícia nada agradável do seu mecânico; o orçamento do carro ficou em oito mil reais. E aí José? Quem vai pagar o prejuízo?

O certo seria prefeitura, caso o pastor investisse numa ação judicial por conta da falta de manutenção de nossas galerias e bocas de lobo. Ou ainda do PDT, pois o prejuízo rolou por conta do maldito convite aceito.

Mas conhecendo o caráter do pastor, não tenho dúvida que ele não irá cobrar nem da prefeitura e tampouco do PDT. Ele vai onerar seu bolso com toda essa grana.

Leão faz Frumento dançar!



A conversa que rolou por todas as rodinhas de café na Feirinha da Catedral hoje pela manhã é que o Chefe de Gabinete da prefeitura e Presidente do Rio Branco SC, João Carlos Frumento (foto)foi exonerado do cargo por conta da péssima campanha do Leão no Paranaense.

Diziam que o prefeito Baka não está engolindo o rebaixamento do mais querido do Litoral para Segundona, justamente na sua gestão e nas mãos de um dos seus homens de confiança (colocado por ele, de certa forma).

Entendo o mico esportivo que Baka vai pagar para o resto de sua vida, mas a culpa é dele mesmo, nem tanto de Frumento e diretoria. Pois nenhum deles é da área e nem possui conhecimento e trânsito no futebol paranaense e brasileiro. É como dar uma construtora para um auxiliar de pedreiro comandar, ele até pode ser da área, mas não a pessoa mais indicada para comandar a construtora.

Para quem achar que estou sendo injusto que me mostre o currículo esportiva de cada um deles no que tange o futebol profissional no Paraná. Ter sido apenas jogador, é claro, que não basta. Afinal, estamos falando de cartola.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Caixa preta do Funtecom sai na terça-feira



Na próxima edição do Jornal dos Bairros, mais uma vez, o Funtecom vai ilustrar a primeira página. Vamos trazer novas informações sbre a caixa preta do Fundo de Transporte Coletivo Municipal (Funtecom) pois nesse mato parece ter coelho.

Pelo menos é o que deixa entender a prefeitura de Paranaguá, basta ler a reportagem que sairá na próxima edição e trará um novidade que já não é novidade, mas que poderá deixar de ser novidade se o Legislativo resolver entrar nesta discussão.

Curiosamente ninguém falou nada sobre a primeira denuncia do Funtecom do JB que está nas bancas, nem os vereadores da bancada de oposição, bem como da situação (o que é óbvio).

Mas não percam a edição de terça-feira que vem com fotos que respaldam a necessidade de se abrir a caixa preta do Funtecom.

A propósito, o ponto de ônibus que ilustra a capa do JB (foto) que está nas bancas não fica em Alexandra, nas Colônias e nem nos bairros com acesso de chão de terra, ele fica diante do asfalto da avenida José da Costa Leite na Vila São Carlos.

Em terra sem lei, a maçeira é na via pública



Cada vez fico mais convencido do quanto nossa querida e tricentenária Paranaguá está virando uma terra sem lei. E o exemplo parte da própria prefeitura. Hoje passando na avenida coronel José Lobo vi um absurdo que registrei por ser algo inacreditável se contado sem nenhuma prova.

Uma obra em plena via pública. Na verdade pior que isso, pedreiros usando cerca de 50% da pista de rolamento da Avenida para bater uma maçeira (argamassa) em plena luz do dia, sem nenhuma placa de alerta de obras ou qualquer artifício de segurança.

Três cones eram a única garantia que nenhum carro iria atropelá-losenquanto trabalhavam. Conversando com eles, disseram se tratar de uma obra da prefeitura que vai por fim as sargetas ao longo de Avenida Coronel José Lobo. Só espero que não fechem as bocas de lobo nesta "mega obra" que certamente justifica os belos outdoor que andam rolando pela cidade.

Mas dá para acreditar nisso? É coisa de uma administração séria, equilibrada ou competente? Por favor, veja esta foto que já diz tudo e me responda você.

quinta-feira, 18 de março de 2010

José "paca" Filho, não, diz a paca!



E quando tudo caminhava para um encerramento de discurso do governador Roberto Requião sem nenhuma referência ao prefeito de Paranaguá, José Baka Filho, na inauguração do Centro Integrado de Operações Marítimas (CIOM) da Polícia Federal realizada hoje no IAP, um fato inusitado arrancou risos de todos.

Depois de encerrar seu discurso e antes do decerramento da placa inaugural, o governador Requião fez uma observação com característica de ressalva. Ele disse que apesar de o prefeito Baka não pertencer a um partido aliado (PDT), ele não costuma tratar mal nenhum adversário político, por isso frisou que nada tinha a ver com o equívoco do cerimonial que nominou o prefeito como José "paca" Filho e pediu que fosse consertado o engano.

Após o evento, este jornalista procurou um representante da família Cuniculus paca para falar sobre o assunto e este, saindo de um buraco que acabara de fazer, disse não ser justo trocarem seu nome só porque ele e o prefeito tem algo em comum; o gosto por buracos. Veja na foto o que a paca disse na íntegra.

Obrigado, amigos, muito obrigado!


Acabei agora pouco de responder a todos os amigos do Orkut, hotmail e gmail que enviaram felicitações pelo meu aniversário de meio século de vida. Virei um cinquentão, mas com um corpinho de 49. Foram tantas as mensagens que comecei no no meu aniverspario e terminei a pouco meia hora atrás. Em todas as respostas de agradecimento, registrei a certeza do quanto é bom ser lembrado pelas pessoas, principalmente desejando felicidades e postando palavras e mensagens lindas, de incentivo, paz, saúde e progresso. Quero agradecer a todos os que pararam um minuto e, pensando neste jornalista, dedicaram um tempo para postar um mensagem. Muito obrigado para todos e peço ao bom Deus que ilumine a vida de cada um daqueles que selembraram de parabenizar por mais um ano de vida. Que Deus abençõe a todos.

domingo, 14 de março de 2010

Assim está a educação em Paranaguá

E tem coisas que fico sabendo e, de tão absurdas, sou obrigado a rir. Soube de uma hoje que, lembrando agora, não consigo conter a risada enquanto teclo.

No ano passado um menino cursava o 4º ano do ensino básico e com férias marcada para Ilha do Mel, a família não se preocupou saber se ele passou ou não e foram veranear em nosso paraíso tropical.

Aí festas de Natal e Ano Novo e a vida volta ao normal. Acreditando que seu sobrinho havia passado, sua tia resolve então ir buscar a carta de indicação de matrícula para o Núcleo Regional de Educação, já que ele saía da esfera municipal e começar a estadual.

Pois bem, na carta a indicação para que fosse matriculado na 5ª série do ensino fundamental num colégio próximo de sua casa. E assim a tia fez, matriculou o sobrinho na rede pública estadual.

Só que iniciado o ano letivo na escola onde ele havia "concluído" o ensino básico, a direção foi cobrar da tia porque o seu sobrinho não estava indo para as aulas. A tia estranhou, porque ele iria para escola se havia passado?

Foi aí que ela ficou sabendo que ele havia reprovado de ano. Mesmo assim deram para ela uma carta dando conta que ele havia passado.

Não parece piada?

Só que esta piada é real e o menino já está no segundo mês do ensino fundamental da rede estadual.

Atendendo pedido da sua tia e por se tratar de pessoas humildes e que terão gastos enormes para devolver o menino para a rede municipal (neste período eles se mudaram e o menino mora próximo do colégio e muito distante da escola municipal) vou ficar queito.

Mas por enquanto.

Afinal, o erro grotesco foi da rede municipal de ensino. Assim combinamos que vamos esperar que município e estado consertem a mancada. Caso isso não ocorra até o final do ano. Aí sim entramos (eu e a família) na questão e vamos cobrar o período de estudo perdido ou a manutenção do menino no ensino fundamental, mesmo tendo sido reprovado no ensino básico.

Como disse, o erro não foi da família.




sexta-feira, 12 de março de 2010

Incoerente o título de "persona non grata" para o superintendente





Respeito a opinião e postura política de todos os vereadores da Câmara de Paranaguá e até admiro o trabalho de alguns deles, mas sou da opinião que o requerimento concedendo o título de "Persona non grata" para o superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Daniel Lúcio de Souza, foi algo injusto, sem cabimento e extremamente questionável.

E explico porquê.

As ações do superintendente da Appa são passíveis de cobrança e fiscalização não da Câmara de Vereadores, e sim da Assembleia Legislativa por se tratar de função na área estadual. Assim sendo toda a qualquer cobrança por promessas não cumpridas, em primeiro lugar, deve ser levada para o Governador do Estado, Roberto Requião, que é, de certa forma, o seu patrão maior.

Caso o governador não tome nenhuma providência, aí sim, os reclamos devem ser levados até a Assembleia Legislativa, como fez o então deputado estadual Waldir Leite quando do sumiço da soja do silão. Leite fez o certo e caberia a maioria dos deputados tomarem medidas legais, coisa que não fizeram.

Os veredores não consideraram o fato que Daniel Lucio, assumiu a superintendência com um programa de ações já devidamente definidos e, ele, teve apenas que manter e dar prosseguimento. Outras afirmações contidas no requerimento como promessa não cumprida, não foram por ele iniciadas.

Além do mais o superintendente não prometeu na Câmara absolutamente nada, ele limitou-se a informar as ações previstas, cuja realização prática e efetiva não são de sua autonomia.

O titulo de "persona non grata" até certo ponto foi incoerente, pois foi assinado menos de um mês do superintendente Daniel Lucio ter renovado o contrato com o Sindicato dos Trabalhadores do Bloco para continuidade dos serviços de limpeza da área primária do Porto de Paranaguá, garantindo o emprego para mais de 400 trabalhadores parnanguaras.

Será que para essas 400 famílias, que terão como sustentar suas famílias, o superintendente é "persona non grata"? O sorriso de satisfação da diretoria do sindicato no momento da assinatura da renovação do convênio comprova esta incoerência (foto).

Esses trabalhadores, agora, poderão comprar uniforme e material escolar para seus filhos que o prefeito José Baka Filho (PDT) prometeu dar e não vem dando desde 2009 e nem por isso foi considerado "persona non grata". Promessas feitas não apenas aos vereadores e sim para toda uma população.

Para finalizar o requerimento assinado só mostrou uma única coisa positiva, o empenho dos vereadores na cobrança de promessas feitas e não cumpridas. Assim sendo os vereadores deveriam aproveitar todo esse empenho para cobrar de quem a população lhes garantiu o cargo, o Poder Executivo que prometeu muito mais e não vem cumprindo.




quinta-feira, 11 de março de 2010

TCP pode se livrar da cobrança de R$ 320 mil do IPTU


No ano passado o Terminal de Containeres de Paranaguá (TCP) pagou uma conta de IPTU da área onde está localizado de R$ 83 mil e, este ano, foi surpreendido com uma cobrança de R$ 320 mil. E aí a coisa pegou. Fiquei sabendo que o TCP vai fazer valer sua condição de delegatária e não de proprietária da área onde esta construída. O que é justo e legal. Afinal de contas, a área, o solo é do Governo Federal delegado ao TCP. A empresa não pode usar da área conforme ela quiser e tampouco pode vendê-la. O imóvel é público e assim a prefeitura não poderia mesmo taxar o IPTU do solo, apenas da construção. Pela lei um Poder não pode tributar outro Poder. E agora, o TCP recorreu a justiça para fazer valer seus direitos, diante da cobrança abusiva deste ano. Ou seja, da área onde está o TCP a prefeitura pode não receber um centavo sequer. O bicho tá pegando e pensar tudo isso começou com o JB.

quarta-feira, 10 de março de 2010

Prorrogação do IPTU ainda é pouco




Atendendo pedido da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá (ACIAP), o prefeito José Baka Filho (PDT) prorrogou por mais nove dias o prazo para pagamento do Imposto Predial, Territorial e Urbano (IPTU) de 2010 com desconto de até 15%, que venceria amanhã (dia 10).

A prorrogação foi anunciada ontem num encontro na sala de reuniões da Prefeitura Municipal entre o prefeito e a Aciap (foto). O novo prazo agora é dia 19 de março.


Mas este jornalista é da opinião que apenas a prorrogação ainda é muito pouco para que o contribuinte pague pelos erros cometidos pela própria prefeitura nos últimos anos. Erros estes admitido pelo prefeito Baka durante esta reunião.

De acordo com o release da Assessoria de Imprensa da prefeitura que está no Portal Público, o prefeito disse “não aumentamos o IPTU, só atualizamos a planta genérica, o que reflete diretamente no valor venal dos imóveis. A intenção da Prefeitura não é obter lucros com o IPTU. Queremos promover Justiça Fiscal e corrigir várias falhas verificadas”. (Quem cometeu essas falhas? A prefeitura)

E tem mais, o prefeito disse que “não houve aumento na alíquota do IPTU deste ano, mas sim atualização da planta genérica do município, num total de 40%, já que isso não estava sendo feito desde 1983”.(Quem não estava fazendo a atualização da planta genérica? A prefeitura).

Mais um detalhe que saiu da boca do próprio prefeito; “cerca de 1.400 terrenos estão registrados na Secretaria Municipal de Urbanismo com um metro quadrado. Outros cerca de 2 mil estão cadastrados com 50 metros quadrados”.(quem fez estes registros na Secretaria Municipal de Urbanismo? A prefeitura).

O JB pergunta o seguinte ao prefeito Baka, já que ele está cobrando e penalizando o contribuinte com esta correção abrupta e num só golpe, o que está errado e injusto, ele também terá o mesmo rigor com os responsáveis por essas falhas e estes registros ao longo dos anos?

Concordo plenamente com a intenção da prefeitura em regularizar esta situação e corrigir os erros, pois, de certa forma, o contribuinte será beneficiado com a valorização do seu imóvel junto ao mercado imobiliário e ao Imposto de Renda.

Mas que fosse feito de maneira gradativa e de conhecimento dos contribuintes com um aumento escalonado em 5 a 10 anos, já que as falhas existem desde 1983. Isto seria não digo o correto, mas o justo levando em conta a saúde financeira das empresas e o orçamento familiar dos contribuintes.

Tenho conhecimento que houve contribuintes que tiveram seu IPTU reduzido, mas são minoria em relação aos IPTU com preço abusivo. Vale lembrar que no caso das empresas o maior prejudicado pode ser o povão, quer o trabalhador, quer as pessoas que vivem de aluguel. Pois empresas certamente irmão demitir e os proprietários de imóveis irão repassar o pagamento do IPTU aos seus inquilinos.

terça-feira, 9 de março de 2010

Humor político apurado do parnanguara



Esta recebi na minha caixa postal e não pude deixar de postar. Veja como a formação política do parnanguara é apurada, da mesma forma que seu bom humor.Fantástica. Clique na imagem e veja em tamanho real

Fabiano Elias bombardeado na Câmara




Não sei o que o vice-presidente Fabiano Vicente Venete Elias (PSDB) andou falando no seu programa da rádio Litoral Sul FM, mas deu para perceber que os vereadores Edu (PSDB), Frisoli (PTB) e Ricardo (PP) não gostaram nem um pouco. Eles bombardearam, na categoria, sem precisar citar o nome do vice na sessão de hoje na Câmara de Vereadores.

Primeiro foi Edu que disse com todas as letras que não deu procuração para ninguém do seu partido considerá-lo como provável candidato para Assembleia Legislativa e citou até uma matéria veiculada na imprensa que o colocou como pré-candidato do PSDB. O moço estava bravo e depois mais críticas envolvendo uma visita sua e de Frisoli para tentar resolver o problema do fechamento do posto Rodoviário da BR-277 em Curitiba.

Não me atrevo nem dizer o termo que ele usou para se referir a pessoa que fez o comentário(Fabiano). Frisoli aproveitou a deixa e desceu a lenha também no comentário. E por final, Ricardo fechou o cerco e até o pagamento da adutora, que a Cagepar faz até hoje, comprada na gestão do saudoso José Vicente Elias foi lembrada na sessão.

E teve outros termos usados que certamente o fiel escudeiro de Fabiano Elias (foto), presente à sessão, o assessor do seu gabinete Teles deverá repassá-los com o endosso do sogro de Fabiano, o despachante Adolar, que também estava na sessão.

Agora se Fabiano quiser saber com riqueza dos detalhes que Teles e Adolar esquecerem, basta esperar pela publicação da resenha da sessão na imprensa, daqui uma ou duas semanas, que saberá tudo oque foi falado.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Paranaguá vai ficar fora dos Jogos Escolares do Paraná

É uma pena, mas depois do time de futsal do Rio Branco ficar de fora do Paranaense, agora é a vez dos nossos alunos ficarem de fora dos Jogos Escolares do Paraná. E porq quê? Simples, a prefeitura não irá realizar os Jogos Escolares de Paranaguá este ano. Pelo menos é a informação que já rolando na Fundação Municipal de Esportes (Fundesportes).

Hoje o amigo e grande craque do basquete no passado, professor Oriel, me ligou lamentando a decisão. Nossa cidade sempre pontificou nos esportes em todos os tempos e já brilhou no futsal, basquete, ciclismo, natação, xadrez, entre outras modalidades. Já brilhamos em diversos torneios organizados pelo Poder Público e, mais uma vez, vamos ficar de fora e não permitir que nossos adolescentes mostrem todo seu talento.

Mas não me surpreendo com esta notícia, apenas lamento. Afinal, Baka não está fazendo nem 10% do que fez na primeira gestão e já estamos com quase 50% do mandato.

Leia amanhã no JB

sexta-feira, 5 de março de 2010

Os baianos têm bom humor



A empresa baiana de propaganda e marketing vêm mostrando todo seu bom humor na propaganda institucional da Prefeitura de Paranaguá.


Parece piada, mas por falta de obras na cidade a empresa responsável pela milionária conta de publicidade de nossa cidade está ilustrando a campanha "Pague seu IPTU" com uma imagem de obra notadamente estrangeira (foto).

Mas como saber que a imagem não é de nossa cidade? Simples, aqui faz muito calor e assim você nunca irá ver um empreiteiro amigo do prefeito na obra de terno e gravata. Estamos acostumados vê-los vestidos de maneira mais simples (talvez pela demora para receberem o pagamento).

Outra coisa os carros ao fundo são todos importados. E para terminar a máquina que faz a obra é novinha em folha, coisa que Paranaguá não vê a muitas gestões.


Não pense que é maldade deste jornalista, mas “Conte comigo para asfaltar ruas e avenidas” foi a maior piada contada na propaganda, tanto que até o empreiteiro está sorrindo.

quarta-feira, 3 de março de 2010

Ufaaaaaaaaaaaaa! Enio não acertará com Baka!



Quem veio pessoalmente visitar este jornalista para (felizmente) dizer que meu comentário estava mesmo errado, foi o presidente do PSDC, Enio Campos (foto). Ele confirmou que estava mesmo no Aeroparquie naquele dia, porém, fazendo caminhada (cuidando do coração) e encontrou amigos que estavam com sua empreiteira trabalhando.

Ou seja, foi mera coincidência. Ele me garantiu que não tem nenhuma ligação e tampouco qualquer vantagem com a atual administração. Até porque ele mesmo será um dos coordenadores da campanha do prefeito Beto Richa para o governo do Estado. Menos mal, porque sabemos o quanto o prefeito Baka é "confiável e leal aos amigos". Segundo ele, águas passadas não movem moinhos.

Jurados cegos, burros ou orientados?



E o resultado do carnaval doTombamento ainda rende discussão até hoje com a história do rebaixamento da Acadêmicos do Litoral e não da Ponta do Caju, como todos previram na Avenida do Samba.Para quem não se ateve aos detalhes do desfile da Ponta do Caju, vale lembrar duas situações que, por incrível que pareça, não tiraram pontos da escola; primeiro foi a queda do destaque do carro alegóricos e depois a quebra deeste carro diante do camarotes da imprensa, autoridades e convidados.

Um incidente que, por si só, já serviria para rebaixar a escola. Mas o que me surpreende e isso o povão não repara, são os detalhes que julgadores não viram ou fizeram vistas grossas em favor da Ponta do Caju.

O mais gritante deles foram nos quesitos; conjunto e fantasias e adereços. Foi um festival de aberrações. Selecionei apenas uma ala e bem colorida onde tinha integrante de tênis, sapato de salto alto, chinelo, descalça e até de tamanco. Isso sem falar que uma delas usava camiseta e lag (foto). Um horror que esses julgadores são poderiam ver se fossem cegos, burros ou orientados para não observarem.

Onde está toda competência e qualidade destes jurados que não viram algo tão visível que até este jornalista que é apaixonado por carnaval desde menino reparou? E olha que o custo deste pessoal vir aqui "julgar" não é nada barato. Mas para não ver este simples exemplo que dei (poderia colocar muitos outros) nem precisa trazê-los mais.

Fiquei sabenod que no dia da apuração, a surpresa de todos os presidentes da Aesp foi tamanha que quase deo B.O. (Boletim de Ocorrência). Acho que até Odileia se surpreendeu com o resultado, pois não foi apenas este jornalista que viu o desfile e reparou nestes detalhes berrantes. Sem dizer que foi a menor escola do domingo. Ninguém entendeu nada e o bicho quase pegou em plena televisão.

Uma vergonha, como diria o "amigo" dos garis paulistas Boris casoy.

segunda-feira, 1 de março de 2010

IPTU da Coopanexos aumentou quase 1000%



Não foi erro não o título deste comentário, foi mesmo quase 1000% e não 100% o aumento do Imposto Predial, Territoral e Urbano (IPTU) da Cooperativa de Transportes de Cargas e Anexos de Paranaguá (Coopanexos). Em 2009 a Coopanexos pagou dse IPTU R$ 13 mil e neste ano, com o aumentozinho dado pelos vereadores da situação atendendo ao pedido do prefeito Baka, o IPTU disparou para R$ 115 mil. Ou seja, R$ 102 mil a mais.

E olha que o Jornal dos Bairros trouxe em sua primeira edição do ano, o vereador Marquinhos Roque alertando que o aumento ficaria em torno de 100%. Ou seja, no caso da Coopanexos ele errou só por 900%. Um absurdo que vai dar muito o que falar.

Hoje empresários e a Coopanexos se reuniram na Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranagupá (Aciap)para discutirem o quê? O aumento abusivo do IPTU e lá todos os integrantes da reunião estavam com algo em comum, muita indignação.

Na quinta-feira o presidente da Coopanexos, José Pereira de Jesus, o Pereirinha (foto), prometeu conceder uma entrevista para este jornalista dando todos os detalhes deste aumentozinho de IPTU na Coopanexos. Fica apergunta será que este valor do novo IPTU teve descontado o R$ 15 mil que o prfeito Baka falou na TV Serra do Mar? Rsrsrsrs

Leia amanhã no JB