terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Diretor diz que NRE é mentiroso e não permitirá aluno sem uniforme

Em outubro do ano passado, numa entrevista exclusiva ao JB, o Assistente Técnico do Núcleo Regional de Educação de Paranaguá, Beto Correia, reafirmou uma situação em vigência em todo Paraná, “o uso de uniforme escolar não é obrigatório em toda rede pública do Estado”. Na oportunidade, ele admitiu a ocorrência de situações ilegais que ocorrem em alguns colégios onde se posicionou radicalmente contra e pediu que pais e alunos que se sentirem prejudicados que recorram ao NRE. “Além de ela ser ilegal, ela é constrangedora para a criança que não pode ser exposta em momento algum, principalmente dentro da escola”, advertia Beto Correia. Porém, mesmo diante de todas essas informações, o diretor do colégio estadual Dr. Roque Vernalha, Carlos Fangueiro, ameaça não permitir que alunos sem uniforme assistam aulas e garante que os mandará de volta para suas casas, caso se recusem usar uniformes usados a disposição no colégio para este tipo de situação. Informado pelo JB sobre a ilegalidade de sua atitude, conforme posição do NRE, o diretor foi incisivo e disse que o NRE é mentiroso. Demonstrando certeza em tudo que dizia, o diretor advertiu que para este ano as exigências curriculares continuam inalteradas e aluno não entrará no colégio sem uniforme. O diretor alegou ainda que tem uma lei que permite agir desta maneira e, por ser o diretor do colégio, garantiu que aluno sem uniforme não vai entrar no colégio. Sobre a reportagem do Assistente Beto Correia, o diretor afirmou que o procurou e ele lhe disse que não havia repassado nenhuma informação neste sentido para o JB, que tem gravada a entrevista com o Assistente Técnico do NRE em seus arquivos.
O diretor mostrou ainda total desconhecimento do Projeto de Lei 2728/07 do senador Cícero Lucena (PSDB), que torna obrigatório o uso do uniforme escolar nas escolas públicas de educação básica em todo Brasil. Aprovado pelo Congresso Nacional no ano passado, o projeto espera apenas a aprovação do Ministério da Educação e Cultura (MEC) para ser sancionado presidente da república, Luis Inácio Lula da Silva (PT). Em sua afirmação sobre a não obrigatoriedade no uso do uniforme escolar, Beto Correia, afirma que a educação é uma obrigação da família e dever do Estado. Assim sendo, a partir do momento que a família manda seu filho para o colégio, este não pode mandá-lo de volta pela falta de uniforme. Ele questiona ainda, “já pensou numa situação desta, o aluno sofrer um acidente no retorno à sua casa, quem será o culpado?”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário