quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Prefeitura usa uma caçamba sucateada na coleta de lixo doméstico



Recentemente o Jornal dos Bairros mostrou a deficiência e a irresponsabilidade na coleta do lixo doméstico feito pela prefeitura de Paranaguá, através de um caminhão próprio e outros três basculantes terceirizados. Mostrou ainda sua preocupação com a coleta de lixo, em razão do encerramento do contrato com a empresa Ouro Verde, proprietária dos três caminhões basculantes. A preocupação se estendia ainda para segurança dos funcionários da coleta, sujeitos ao risco de queda e contaminação devido a falta de EPI.


Na última edição do jornal, a assessoria de imprensa repassou para o Jornal dos Bairros a garantia do secretário municipal de Meio Ambiente que disse que “não existirão problemas por falta de caminhões de coleta de lixo, uma vez que a Secretaria de Meio Ambiente já tomou as providências para prosseguimento dos trabalhos dos caminhões que estão sendo utilizados”.

Disse ainda que já “está marcada nova concorrência para contratação de mais caminhões e que, além destas medidas já foi iniciado o processo de compra de três caminhões compactadores/coletores na última licitação executada pelo Governo do Estado para os municípios interessados”.

Sobre a falta de segurança dos funcionários públicos que fazem a coleta de lixo, o secretário disse que “a prefeitura de Paranaguá já procedeu licitação para aquisição de EPIs e uniformes, mas por pequenos entraves burocráticos normais em processos licitatórios houve um atraso na entrega dos mesmos aos servidores, cujo problema será resolvido ainda neste mês de setembro”.

mas acabou setmebro e a situação continua da mesma forma e nada foi feito, exceto pela manutenção do equipamento da empresa Ouro Verde que pode ser vista andando nas ruas.Na última sexta-feira (2) a reportagem do JB acompanhou a coleta de lixo realizada no bairro do Emboguaçu sendo feita por um caminhão caçamba em péssimo estado de conservação.

Os funcionários da coleta sem EPI e sujeitos, desta vez, a um perigo maior de queda diante da estrutura deficitária para se manter seguro na caçamba. Uma prova de descaso com a segurança de quem tem a função de realizar a coleta diária do lixo doméstico. A garantia do secretário que o problema estaria resolvido até o final do mês passado, acabou ficando apenas na promessa.

Um comentário:

  1. Pois é...onde será que está o Ministério Público do Trabalho essas horas? E o pessoal da DRT?

    ResponderExcluir