segunda-feira, 2 de março de 2009

Acabou o G-6 no Palácio Carijó?


Esta segunda-feira tem tudo para entrar na história como o dia da queda do G-6 na Câmara de Vereadores de Paranaguá, até então formado pelos nobres edis Ricardo, Rafinha, Marcos Elias, Nagel, Edu e João Mendes. Correu hoje o boato que um vereador mudou de lado e foi se aninhar no aconhegante lado situacionista. Tal qual os pescadores foi seduzido pelo canto da sereia e pôs fim a união que começou antes mesmo da votação para Mesa Diretora.
Este profissional de imprensa previu o fim deste casamento. Mas foi otimista ao afirmar que o divórcio aconteceria no próximo ano, quando os interesses das eleições para governador fariam cada qual colocar a sardinha na brasa do seu candidato.
As más línguas disseram mais que a mudança teve algo a ver com o grande sucesso de bilheteria do cinema de 2007, "300" (foto) dirigido por Zack Snyder e estrelado Geraldo Butler e o brasileiro Rodrigo Santoro que conta história real de trezentos guerreiros espartanos que, liderados pelo bravo rei Leônidas, enfrentam o maior exército já reunido no mundo, formado por quase dois milhões de persas, no episódio que ficou conhecido como "A Batalha das Termópilas".
Eu mesmo não entendi muito a comparação, quem sabe seja o fato do mais forte acabar perdendo a guerra no final de toda batalha com o vilão mocinho (Santoro). Não quero acreditar que isso ocorreu tão cedo, mas nada que a sessão de amanhã nos dê a dimensão e a extensão de toda verdade. Por isso, vou assistir a sessão e conferir.





Nenhum comentário:

Postar um comentário